Lacc recebe doação de duas toneladas de alimentos não perecíveis

By -

alunos-lacc-1

A Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc), entidade de cunho filantrópico que apoia pacientes oncológicos em tratamento na capital, recebeu, nesta semana, cerca de duas toneladas de alimentos não perecíveis, doados por alunos e profissionais da Escola Estadual Dr. Isaac Swerner, situada no São José, zona Leste de Manaus. Os produtos foram arrecadados ao longo do último mês, durante uma gincana realizada por estudantes e professores, em alusão à campanha Outubro Rosa, informou o presidente da ONG, mastologista Jesus Pinheiro.

De acordo com ele, essa e outras doações são fruto de uma ampla campanha que a Lacc tem desenvolvido, ao longo dos últimos meses, para ampliar o número de contribuintes e colaboradores da ONG, com o principal objetivo de aumentar as ações voltadas ao paciente oncológico de baixa renda, que tem procurado cada vez mais o auxílio da instituição.

Lembramos que a maneira mais prática de se tornar um doador e ajudar quem precisa, é pelo agendamento via call center da Lacc, através dos seguintes telefones: 2101-4949 e 2101-4900. Também temos uma conta bancária que utilizamos para receber transferências online (conta-corrente 691.017-3, agência 0482-0, CNPJ 044991820001-48, Bradesco)”, frisou. “Nesse momento de crise econômica, que afeta o Brasil e, consequentemente, o Amazonas, temos registrado sucessivas quedas na nossa arrecadação, composta exclusivamente, por doações de pessoa física. Por isso, toda iniciativa que vise nos auxiliar na manutenção do nosso trabalho, é bem-vinda”, completou.

Jesus Pinheiro explica que os alimentos doados vão compor as cestas básicas destinadas pela Lacc a pacientes em tratamento, cadastrados na entidade através do Serviço Social da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon). São cerca de 100 kits alimentação todos os meses. “Ainda estamos lutando para ampliar nossa receita e passar a receber pacientes com câncer, oriundos do interior e de outros estados, na nossa sede, no Dom Pedro. Nossa hospedaria está pronta e mobiliada, mas a manutenção estimada é de R$ 100 mil/mês. Com o aumento do orçamento, poderemos dar mais conforto e segurança a quem necessita desse tipo de apoio durante o tratamento oncológico”, explicou.

O especialista também destaca que, a maior parte dos pacientes auxiliados pela Lacc, não tem nenhum tipo de renda mensal, e com a crise econômica, a procura por auxílio tem aumentado. “Há décadas temos a preocupação social de dar suporte a quem luta contra o câncer, envolvendo funcionários, voluntários e colaboradores de apoia à causa. Contamos com a ajuda da sociedade para dar continuidade a esse trabalho solidário”, concluiu Pinheiro.

Mario Dantas