Canne e Manauscult promovem oficina de Assistência de Direção em Manaus

By -

15095684_1178057865588086_8283676518213474496_n

Estão abertas as inscrições para a oficina de Assistência de Direção promovida pela Direção de Memória, Educação, Cultura e Arte da Fundação Joaquim Nabuco, através do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne) em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Os interessados podem se inscrever pelo link http://bit.ly/inscricao-assistenciadirecao até o dia 27 de novembro. A Oficina será realizada de 5 a 10 de dezembro, no Les Artiste Café Teatro, Centro.

 Elemento essencial na realização de projetos audiovisuais, o assistente de direção é responsável pela costura das relações entre direção, elenco, produção e equipe técnica, assim como pela organização das etapas de pré-produção e filmagem. No curso será trabalhada a atuação em algumas etapas do filme: análise de roteiro, seleção de elenco, elaboração do plano de filmagem, análise técnica, pesquisa de locações, decupagem, ensaios, dinâmica de set, ordens do dia, relações entre departamentos, direção de figuração.

A oficina será ministrada pelo diretor Marcelo Caetano. “A partir de discussões, exemplos e experiências práticas, entenderemos as funções clássicas do assistente de direção, mas também nos debruçaremos sobre as mudanças que vem ocorrendo em direção a processos de trabalho mais coletivos e horizontais”.

 

Informações

No total serão disponibilizadas 25 vagas. A oficina, que terá carga horária de 45h será voltada para profissionais, professores, estudantes de comunicação, artes e audiovisual. O curso será realizado de segunda a sexta-feira, das 13h às 21h e no sábado das 8h às 13h, no Les Artistes Café Teatrom localizado na Avenida Sete de Setembro, nº 377, Centro. O Edital completo pode ser acessado pelo link http://bit.ly/edital-assistenciadirecao.

Sobre o instrutor

Marcelo Caetano nasceu em Belo Horizonte, trabalha como diretor, assistente de direção e produtor em curtas e longas-metragens e em programas de televisão. Foi diretor assistente do longa-metragem “Tatuagem” (PE/2013) dirigido por Hilton Lacerda, melhor filme pelo júri e crítica no Festival de Gramado e melhor filme pela crítica e público no Festival do Rio. Trabalhou como assistente de direção nos filmes “Depois da Chuva” de Claudio Marques e Marilia Hughes (BA/2013) melhor ator e roteiro no Festival de Brasília, exibido nos festivais de Rotterdam e Bafici; “Filmefobia” de Kiko Goifman (SP/2008) melhor filme no Festival de Brasília e exibido no festival de Locarno; “Origem e Destino” (CE/2013) de Armando Praça; “Valeu Boi” (PE/finalização) de Gabriel Mascaro; “Prometo um dia deixar essa cidade” (PE/finalização) de Daniel Aragão. Como diretor realizou os curtas “A Tal Guerreira” (2008), “Bailão” (2009), “Na sua companhia” (2011) e “Verona” (2013), exibidos em importantes festivais como Rotterdam, Clermont‐Ferrand, IndieLisboa, Huesca e premiados nos festivais de Brasilia, Janela de Cinema do Recife, Cine‐PE, Curta Cinema, Festival de Curtas de BH, MixBrasil, entre outros. Co‐produziu o média‐metragem “Permanências” (2010) de Ricardo Alves Jr, exibido na Semana da Crítica de Cannes e foi produtor de elenco do longa-metragem “Permanência” (PE/finalização) de Leonardo Lacca. Está atualmente trabalhando no seu primeiro longa-metragem “Corpo Elétrico”.

Áida Fernandes