Antonio Palocci e outros 14 acusados viram réus na Lava Jato

By -
Acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ex-ministro será julgado pelo juiz Sergio Moro

Acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ex-ministro será julgado pelo juiz Sergio Moro

O juiz federal Sergio Moro aceitou nesta quinta-feira a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci e outros 14 investigados pela Operação Lava Jato. O magistrado entendeu haver indícios para tornar réus os acusados e levá-los a julgamento. A força-tarefa da Lava Jato atribui a Palocci os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter recebido e intermediado ao PT pagamentos de propina da empreiteira Odebrecht.

Identificado como “Italiano” nas planilhas do eufemisticamente batizado departamento de Operações Estruturadas da empreiteira, o ex-ministro está preso em Curitiba desde o fim de setembro, quando foi deflagrada a Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato.

Abaixo, a lista de réus e os crimes dos quais são acusados:

Antonio Palocci, João Santana, Mônica Moura e Branislav Kontic: corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Marcelo Odebrecht: corrupção ativa e lavagem de dinheiro;

Hilberto Mascarenhas, Luiz Eduardo Soares, Fernando Migliaccio, Olívio Rodrigues e Marcelo Rodrigues: lavagem de dinheiro;

Renato Duque, João Ferraz, João Vaccari e Eduardo Musa: corrupção passiva;

Rogério Araújo: corrupção ativa.

com VEJA

Roberto Brasil