ADS estima fornecer 200 toneladas de produtos para o Exército

By -

foto-01

A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) estima fornecer até 200 toneladas de produtos (entre frutas, verduras e pescado) para os membros da 12ª. Região Militar, beneficiando mais de 30 mil produtores do Estado, entre empreendedores individuais, associações, cooperativas e agroindústrias. A informação foi repassada na última sexta-feira (25), na sede da instituição militar, pelo presidente da ADS, Lissandro Breval.

Na ocasião, servidores da ADS ofereceram um almoço aos militares e apresentaram os principais produtos gerados pelas cooperativas rurais. “Há muitos meses, estamos em conversa com os gestores do Exército sobre a qualidade do trabalho dos produtores rurais do Amazonas e a economia que a parceria pode gerar à instituição”, disse Breval.

foto-03

Entre os produtos apresentados pela ADS para fornecimento ao Exército estão entre os peixes, o  tambaqui, pirarucu, picadinho de aruanã e jaraqui; das verduras, figuram o cará, macaxeira, abóbora, tomate; e as frutas estão o cupuaçu, graviola, banana e açaí.

Breval destacou a importância com os militares para alavancar a economia do interior do Estado. “Serão mais de 30 mil produtores responsáveis pelo fornecimento ao Exército, gerando o desenvolvimento de vários municípios e, consequentemente, o crescimento econômica dos moradores dessas cidades. Esperamos iniciar esse trabalho o mais breve possível”, ressaltou o presidente da ADS.

Os beneficiados serão silvicultores, aquicultores, extrativistas, pescadores artesanais, indígenas e integrantes de comunidades remanescentes de quilombos rurais e de demais povos e comunidades tradicionais, cooperativas, assentados da reforma agrária e outras organizações.

Satisfação

O Comandante da 12ª Região Militar, General de Divisão Antonio Maxwell de Oliveira Eufrágio, considera a parceria para o fornecimento de gêneros alimentícios dos agricultores familiares um diferencial para o Exército, ressaltando a qualidade dos produtos. “Os alimentos provenientes do agronegócio são de grande qualidade e a parceria trará a satisfação aos militares”, observou.

Para o representante, da “Fábrica de Gelo e Frigorífico Maués”, Aluízio Glória, a parceria é esperada com grande expectativa pelos agricultores familiares do interior.

“O exército tem um consumo grande de alimentos e se isso for concretizado e chegar à mesa dos militares a indústria no interior ganhará muito em produtividade. A iniciativa da ADS é louvável porque reflete diretamente no aumento de empregos e melhoria na renda dos produtores regionais e consequentemente de suas famílias”, concluiu Aluízio.

 

 

Mario Dantas