Zona rural recebe Unidade Móvel para diagnóstico da malária

By -
“Estamos implementando mais ações de campo para que a malária seja vencida", destacou Homero de Miranda

“Estamos implementando mais ações de campo para que a malária seja vencida”, destacou Homero de Miranda

A Unidade Móvel para o diagnóstico da malária e leishmaniose iniciou atendimento na comunidade Nossa Senhora de Fátima, na zona rural de Manaus. A estrutura, que faz parte das estratégias de controle de endemias da Prefeitura de Manaus, desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ficará na localidade até a conclusão das obras no Posto de Endemias, que está em reforma após sofrer danos com erosão. O local apresenta o segundo maior número de casos na capital.

De janeiro até a última quinta-feira, 19, já foram feitas 189 notificações de malária naquela comunidade. Isto representa 4,9% do total dos 3.821 casos registrados em toda a capital. Um acréscimo de 88% em relação ao mesmo período de 2015 em Manaus.

exame-malaria-zona-rural 3O secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que novas estratégias foram tomadas para conter o aumento da doença, além do reforço em antigas ações. “Estamos implementando mais ações de campo para que a malária seja vencida. Temos agora mais 40 veículos, reforçamos quantidade de profissionais, entregamos duas unidades móveis para o diagnóstico, já que isso permite o início imediato do tratamento e impede que a pessoa infectada transmita a outras a doença”, informou o secretário.

O assessor técnico da Semsa, Romeo Fialho, acrescenta, ainda, que na localidade já foram distribuídos mosquiteiros impregnados com inseticida, realizada a borrifação intradomiciliar, aplicação espacial de inseticida (termonebulização). Também foi intensificada a realização de inquéritos hemoscópicos e busca ativa de casos suspeitos em toda a comunidade.

Na Unidade Móvel de Diagnóstico da Malária o atendimento será realizado por um notificador, três microscopistas e dois revisores. Está equipada com microscópios, refrigerador, frigobar e micro-ondas. Na comunidade Nossa Senhora de Fátima irá contar com o auxílio do gerador de energia, já previsto para situações em que a rede elétrica não garante que o serviço sem interrupções, como é o caso da localidade. 

exame-malaria-zona-rural 1Estrutura – A comunidade Nossa Senhora de Fátima conta com uma Unidade de Saúde Rural que atende também áreas próximas como Abelha, São Sebastião e Ebenezer. São 477 famílias cadastradas, totalizando 1.555 pessoas.

No espaço atendem duas equipes da Semsa: uma da Estratégia de Saúde da Família, que conta com um médico, um enfermeiro, um cirurgião-dentista, um auxiliar de cirurgião-dentista, dois técnicos em enfermagem e oito agentes comunitários de saúde; a outra, de Atenção Básica, conta com dois médicos, dois enfermeiros, um técnico em enfermagem e um auxiliar de serviços gerais.

Roberto Brasil