Voto ‘não’ deve superar candidatos no segundo turno

By -

Eduardo Braga | Amazonino Mendes

As pesquisas eleitorais internas dos candidatos ao governo do Estado revelam um dado preocupante para as campanhas de Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB). Seja quem for, o vitorioso na disputa do segundo turno deverá perder, em números absolutos, para os votos nulos, brancos e abstenções. Além de não terem ‘fisgado’ grande parte do eleitorado com as propagandas, os candidatos contam com o desânimo do eleitor com a política de um modo geral.

Para completar o quadro, cresce nas redes sociais uma “onda” pelo voto nulo – rechaçada, aliás, por diversos especialistas. Uma ala do PT, que teve como candidato no pleito o deputado estadual José Ricardo, também prega “nem Braga nem Amazonino”.

Observador atento da política comenta que os dois candidatos que disputam o pleito “têm mais inserções na TV do que a Coca-Cola”. Cada um têm direito a  35 entradas na televisão, por dia, para tentar atrair o voto do eleitor. Mas boa parte do eleitorado segue sem reagir, conforme as pesquisas.

SIM&NÃO/Portal A Crítica

Roberto Brasil