‘Vomitei ao sentir cheiro de pobre’, diz candidato de Curitiba

By -

rafael-greca-vomitei-pobre

O candidato à prefeitura de Curitiba, Rafael Greca (PMN), disparou uma frase, no mínimo, polêmica, para não dizer preconceituosa, nesta sexta-feira (23).

Perguntado sobre o que fará, caso eleito, em relação ao crescimento do número de moradores de rua na cidade, Greca relembrou um fato ocorrido com ele.

“Eu nunca cuidei dos pobres, eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que tentei carregar um pobre e pôr dentro do meu carro eu vomitei por causa do cheiro”, declarou Greca durante o evento, promovido pelo curso de Jornalismo da Escola de Comunicação e Artes (ECA).

De acordo com os últimos números do Ibope, Greca estaria com 45% das intenções de voto, bem à frente do atual prefeito Gustavo Fruet (PDT), que aparece com 19%.

A declaração, gravada em vídeo, ganhou as redes sociais e, em meio à polêmica, o candidato pediu “perdão pela falta de clareza” ao relatar sua “primeira experiência com o resgate social”.

Em texto publicado na página de Facebook de Greca, o candidato afirmou ter sido sincero.

“Ontem, durante a sabatina na PUC, ao exaltar o difícil trabalho dos educadores sociais e das irmãs de caridade, comentei sobre o quão difícil é o trabalho de resgate social. Com sinceridade disse que não tenho a capacidade desses profissionais para o resgate, mas que acima de tudo, admiro, respeito, faço e farei o possível e impossível para mudar o quadro de abandono nas ruas”, afirmou Greca no texto publicado na rede social.

Ex-prefeito de Curitiba (1993-1997), Greca foi ministro do Esporte e Turismo do governo Fernando Henrique Cardoso na segunda gestão do tucano.

Áida Fernandes