Visa Manaus fiscaliza qualidade da carne nos supermercados

By -
A Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira pela Polícia Federal e que está investigando 40 empresas do setor de frigoríficos, levou a Prefeitura a intensificar a fiscalização nos produtos comercializados nos supermercados da cidade. Nesta segunda-feira (20), uma equipe da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) – fiscais, veterinários e laboratoristas  – esteve em três estabelecimentos: Nova Era, na zona Norte e Pátio Gourmet e DB, na zona Centro-Sul.

Não foram encontradas irregularidades graves. No Nova Era e no DB os fiscais fizeram a apreensão em depósito de 19 quilos de carne e 255 quilos de salsicha tipo hot dog por apresentarem alterações visuais de coloração. Todo o material ficará retido nos refrigeradores dos estabelecimentos até que seja concluído o laudo da análise laboratorial. Caso sejam encontrados microorganismos ou qualquer agente que coloque em risco a saúde pública, o material será apreendido e inutilizado e o estabelecimento sofrerá as sanções legais.
“Essas operações fazem parte da rotina dá Vigilância Sanitária do município. O prefeito Arthur Neto tem um cuidado especial com a saúde da população e exige um controle rigoroso, principalmente no que se refere aos alimentos que são vendidos pelos comerciantes. A partir das denúncias dessa operação, vamos reforçar ainda mais esses cuidados”, disse o prefeito em exercício, Marcos Rotta.
Os fiscais encontraram, ainda, irregularidades na rotulagem de produtos, porque nas etiquetas não estavam especificadas a procedência nem as informações nutricionais. A equipe também observou erro em datas de validade de produtos fracionados. Para ambos os casos, os responsáveis foram orientados a corrigir as etiquetas.
” Temos observado, nos últimos de anos, uma mudança positiva no comportamento dos empresários, que passaram a ter mais cuidado com o que comercializam. No caso específico de alimentos, alguns estabelecimentos passaram a contratar médicos-veterinários, que acabam funcionando como ‘aliados’ nossos , evitando que produtos impróprios para consumo sejam postos à venda, o que resultou na redução do volume de apreensões”, explicou o veterinário Fabrício Barros, da VISA Manaus.
O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, classificou como muito positivo o resultado da operação. ” O trabalho dos fiscais da Vigilância Sanitária envolve, também, a educação, a orientação, e é isso que fazemos permanentemente, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo prefeito Arthur Neto” lembrou Homero.

Roberto Brasil