Vira-latas atormentam vida de funcionários e visitantes da CMM

By -

vira-latas 1

Um verdadeiro canil se instalou à porta da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Todos os dias, perto de 14 cachorros (foi o que consegui contar), peregrinam entre a Rua Comendador Vicente Cruz (antiga São José), a Feira Coberta de Santo Antonio e à entrada dos servidores desta Casa Legislativa – o local preferido de todos, principalmente à noite.

Nada contra os cachorros. Até aí, tudo bem, mas acontece que eles já estão avançando nos transeuntes que passeiam com seus animais de estimação e quando a primeira dama da turma, que está no cio, resolve contrariar a maioria, começa uma briga infernal. Um verdadeiro Deus nos acuda. Tadinhos dos vigias sexagenários da CMM.

Por outro lado, as calçadas da vizinhança, todos os dias, são contempladas com uma enorme fileira de cocô desses pobres animais e os servidores do Poder Legislativo Municipal têm que andar – como na música do Chico – “olhando pro chão, viu!” Apesar de nós, eles (os cachorros) não têm culpa de nadica de nada.

Hoje esses ‘bichinhos’ ainda são quase dóceis. Amanhã, com o incontrolável e vertiginoso efeito multiplicador do crescei e multiplicai o rebento vai aumentar, tenho certeza. Ainda mais porque os machos, com seus apetites ‘viagreses’, são atraídos pelo olfato afrodisíaco do cio da primeira dama. É muito amor. O cupido bateu na porta da sala.

Penso que o presidente da Casa, vereador Bosco Saraiva, deva tomar uma medida cautelar com relação a essa situação do migrante jacamim. Esses animais merecem uma vida melhor. Talvez uma campanha de adoção (tô fora – não há espaço para eu criar um deles). Senão, enquanto isso, a cachorrada já está tomando posse da porta da Câmara, literalmente./// Roberto Pacheco

Redação