Via Verde nega acusações de Vereador Bibiano sobre ‘maquiagem’ de ônibus

By -

via-verde-e-bibianoDa Redação – Na última segunda-feira (15), o vereador Professor Bibiano acusou a empresa Via Verde de “maquiar” parte dos seus ônibus, ao realizar suposta adulteração do número de controle da vida útil dos coletivos. Representantes da empresa mantiveram contato com o Blog da Floresta negando tal fato e emitiram a seguinte nota sobre o assunto:

A empresa Via Verde Transportes Coletivos Ltda. Opera rigorosamente de acordo com a lei e de acordo com o previsto no Edital de Licitação iniciada em 2010 e concluída em 2011 por parte do Município de Manaus.

A legislação Municipal dispões que a idade máxima de cada veículo não pode ultrapassar 10 (dez) anos e que a idade limite média da frota seja de 6 (seis) anos. A empresa Via Verde atualmente opera com veículos com idade máxima de 7 (sete) anos e com a frota com média de vida útil de 4,8 anos.

Esclarecemos ainda que a mudança de número de ordem dos veículos de placas JXU-4634 e JXU-4264 trata-se de determinação contida no ofício nº 030/2016 da Superintendência Municipal de Transporte Urbano para a adequação com base na resolução do CONTRAN nº 24 de 21 de maio de 1998, no seu artigo 2º, parágrafo 6º, que estabelece o critério de identificação de veículos de acordo com a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas:

via verde-documentoLogo, a empresa Via Verde Transportes Coletivos Ltda. Cumpriu rigorosamente o determinado em lei, ou seja, somente cumpriu ordens do órgão gestor pautada em estrita legalidade.

Destacamos também que todos os dados afirmados no presente se encontram disponíveis ao público em geral perante a SMTU – Superintendente Municipal de Transportes Urbanos para confirmação e demais esclarecimentos.

Roberto Brasil