Vereadores conhecem resultados alcançados com novo modelo de gestão de qualidade da Semed

By -

20-05-16-Novo modelo de gestão de qualidade da Semed.Foto-Rodemarques Abreu (9)

A secretária de educação do município, Kátia Schweickardt, apresentou, na manhã desta sexta-feira, 20, a um grupo de vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), os resultados do programa de Gestão Educacional implantado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) há um ano. Atualmente, a rede municipal de ensino conta com, aproximadamente, 233 mil alunos, atendidos em 484 escolas, sendo 87 dessas na zona rural de Manaus.

De acordo com a secretária da Semed, ao assumir a pasta, no início de 2015, foi feito um plano de redefinição das metas e missões da secretaria, estabelecendo como pontos principais a melhoria na qualidade do aprendizado dos alunos, inclusão das pessoas com deficiência física, garantia da permanência dos alunos em sala de aula e a valorização do professor. “Atualmente, temos pontos e metas muito bem definidos, que nos permitiram alcançar índices positivos nesse um ano e dois meses em que estabelecemos esse plano de gestão, mesmo em um momento de crise financeira e estrutural”.

20-05-16-Novo modelo de gestão de qualidade da Semed.Foto-Rodemarques Abreu (2)

Participaram da reunião o secretário da Casa Civil, Márcio Noronha, os subsecretários da Semed de Gestão Educacional Euzeni Trajano, de Administração e Finanças, Luís Fabian, de Infraestrutura e Logística, Flanklin Pinto, e os vereadores Elias Emanuel (PSDB), Arlindo Junior (Pros), Professor Samuel (PHS), Waldemir José (PT), a presidente da Comissão de Educação da CMM, Therezinha Ruiz (DEM) e Jacqueline Pinheiro (PHS). A secretária destacou que Manaus possui a terceira maior infraestrutura educacional do País, ficando atrás apenas das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

20-05-16-Novo modelo de gestão de qualidade da Semed.Foto-Rodemarques Abreu (3)

Em busca da melhoria da gestão educacional, foram implantadas uma série de medidas que já resultaram no aumento em 9% do índice de aprovação e diminuição em 56% da taxa de abandono escolar. Entre os novos métodos adotados estão o programa de reforço escolar e o acompanhamento do currículo oferecido, que já apresentaram números positivos. Em 2014, apenas 69% do conteúdo que deveria ser ensinado aos alunos da rede municipal foi levado às salas de aula, tendo esse número saltado para 87% em 2015.

Outra medida adotada e onde já é possível identificar ganhos é o programa de correção de fluxo, ou seja, adequando os alunos a série de acordo com a idade, que apresentou melhoria de 9% na adequação de idade/ano dos alunos. A secretária ressaltou ainda a necessidade de se incentivar a cultura do voluntariado e a importância da participação da sociedade e iniciativa privada, para que a educação pública alcance melhorias sem depender exclusivamente do poder público.

A vereadora Therezinha Ruiz se disse satisfeita com os números apresentados, principalmente no que diz respeito à questão pedagógica. “Verificamos que houve um avanço de qualidade, de acompanhamento e de crescimento do aprendizado. Vimos como é importante trabalhar esse eixo para alcançar índices satisfatórios”.

Melhoria na logística

Após a reunião, os vereadores conheceram a estrutura do centro de distribuição e logística da Semed, que fica na sede da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística, na Torquato Tapajós, zona Norte de Manaus. De acordo com a secretária Kátia Schweickardt, a nova estrutura trouxe economia, dinamismo na distribuição de material e, principalmente, da merenda escolar. “Em termo de economia, só com a organização do depósito, tivemos uma economia de mais de R$ 500 mil mensais, porque o desperdício hoje é muito menor”.

Kátia Schweickardt também destacou que todos os servidores estão envolvidos no monitoramento e melhoria do serviço oferecido na ponta, com o cumprimento do cardápio, manipulação e armazenamento correto dos alimentos, e lembrou que Manaus é uma das cidades que mais investe em agricultura familiar, beneficiando 2,5 mil famílias de 16 cooperativas que fornecem produtos para o programa de alimentação escolar. Neste ano, a prefeitura investirá 55% dos recursos federais destinados a alimentação escolar à agricultura familiar, o maior investimento entre as cidades da Região Norte.

O vereador Elias Emanuel vê essa profissionalização do setor de logística como algo de grande importância, principalmente no momento econômico difícil pelo qual passa todo país. Ele também ressaltou que a nova forma organizacional da secretaria dá ao serviço o dinamismo necessário ao trabalho.

Mario Dantas