Vereador solicita à Prefeitura que disponibilize espaços ociosos em benefícios de comunidades da zona Norte

By -

Ver. Mauro Teixeira

Da Redação – Nesta segunda-feira (14), no pequeno expediente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Mauro Teixeira (Podemos) apelou ao entendimento entre a Procuradoria Geral do Município (PGM) e a empresa Manaus Ambiental para disponibilizar espaços ociosos nos bairros da zona norte. As áreas agora ociosas servem para albergar bandidos e estão ocupadas por caixas de água como criadouros de mosquitos.

Na oportunidade, o parlamentar disse está conversado tanto com a PGM e Manaus Ambiental para que cheguem a um entendimento. “São terrenos que ficaram desocupados nos bairros Colônia Terrena Nova, Novo Israel e Colônia Santo Antonio. São áreas cedidas pelo estado na época da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) depois do sistema de expansão e que agora estão ociosos. Locais que servem para bandidos e para criadouros de mosquitos com risco para a saúde da população.”

“Queremos que voltem estas áreas a servir a comunidade, podem servir para feiras, por exemplo, em beneficio dos moradores, o documento apresentado é neste sentido e percebemos que não há vontade por parte da PGM com a Manaus Ambiental para resolver esta situação”, salientou o vereador Mauro Teixeira.

Espaços ociosos servem para bandidos

O documento enviado pela empresa Manaus Ambiental à PGM (0854/2017) relata que o terreno localizado na antiga Rua Guarani, atual Rua da Ilusão, s/n, bairro Colônia Terra Nova, não esta abandonado, pois lá está instalado o Reservatório Terra Nova II  e informa que há dificuldades na regularização do mesmo e dos demais bens imóveis pertencentes ao Estado do Amazonas para permitir a ocupação provisória de bens.

Segundo o vereador , nos finais de semana as famílias padecem de uma situação de ‘calamidade’ pela falta destes espaços e este requerimento foi feito anos atrás pela Associação Unificada de Moradores do Bairro Novo Israel e Terra Nova e solicita termo de cessão de uso da área.

Mercedes Guzmán – Foto: Tiago Corrêa

Roberto Brasil