Vereador diz que é preciso um estudo de impacto para implantação de modais de transporte na cidade

By -

MANAUS/AM - 19/02/2015 PREFEITURA COMESSA HOJE, A FISCALIZAÇÃOEm discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta segunda-feira (23), o vereador Professor Bibiano (PT) afirmou que nenhum estudo de impacto foi realizado pela Prefeitura de Manaus para a implantação da ‘faixa azul’ para uso exclusivo dos veículos de transporte coletivo, do sistema BRS (Bus Rapid Syistem) ou Sistema Rápido de Transporte.

O parlamentar destacou que, defende a ideia do BRS a exemplo de que em muitas cidades brasileiras o sistema deu certo, mas criticou a forma como o modal vem sendo implantado na cidade.

“A faixa azul tem gerado discussões junto à sociedade e isso reflete uma má gestão do Poder Público. A ideia é boa, mas o problema é como o sistema está sendo implantado. Não sou contra o modal, mas tinha que ter sido realizado um estudo de impacto, o que não foi feito”, frisou.

Bibiano lembrou de emenda de sua autoria apresentada em outubro de 2013, ao Plano Urbano e Ambiental de Manaus, que priorizava no espaço viário o transporte coletivo em relação ao transporte individual, seja por ônibus, BRT, monotrilho, entre outros. A emenda foi acatada e se tornou o inciso 5° do Artigo 19 da Lei do Plano Diretor.

“Defendemos o BRS, mas não dessa forma. Inclusive, nossa proposta está contida no Plano Diretor, mas ao apresentarmos enfatizamos que era preciso realização de um estudo e isso precisa ser feito pela Prefeitura”, destacou.

Roberto Brasil