Vem mais ‘flechada’ do MP contra a corrupção no AM

By -

O Ministério Público do Estado (MPE/AM) já tem “bambu” suficiente para, como diria o procurador-geral da República Rodrigo Janot, disparar “flechadas” contra corruptos que desviaram recursos públicos no Amazonas.  A Operação Déjà-vu, no meio da semana, foi só um exemplo sobre até onde o MP poderá chegar com o auxílio do laboratório de tecnologia – semelhante ao usado pela Lava Jato – que foi adquirido pelo órgão em maio de 2016 para ajudar a combater a lavagem de dinheiro.

Sofisticados, os softwares adquiridos pelo MP por meio de termo de cooperação técnica com o Ministério da Justiça, foram essenciais para  rastrear o caminho do dinheiro oriundo de verbas parlamentares e que  irrigaram os cofres  de firmas ligadas ao ex-deputado Wilson Lisboa.

“O laboratório (que atua contra a lavagem de dinheiro) é uma ferramenta não só do Gaeco, mas de todo o Ministério Público do Amazonas. Ele vai atender tanto ao interior quanto a capital nesse tipo de investigação”, afirma a  promotora Cristiane Corrêa.

SIM&NÃO/Portal A Crítica

Roberto Brasil