Vanessa responde inquérito 3368 por crimes eleitorais

By -

Deu no CONGRESSO EM FOCO: “O resultado do segundo turno das eleições municipais de 2012 definirá quem serão os próximos 17 prefeitos das capitais brasileiras que não resolveram o pleito no primeiro turno. Dos 34 candidatos que disputam o pleito, 13 têm pendências judiciais, ou seja, respondem a ações penais ou inquéritos na Justiça. Juntos, eles são alvo de 31 processos que tramitam em todas as esferas do Judiciário brasileiro. As ações civis públicas por improbidade administrativa respondem pela maioria das acusações: são 12 processos no total. Isso significa que sete candidatos são acusados de terem praticado algum ato considerado ilegal ou contrário aos princípios básicos da administração pública ao exercerem cargo público anteriormente. As demais condutas são investigadas em ações penais e inquéritos. Entre os acusados está a comunista Vanessa Grazziotin (PCdoB).

A candidata à Prefeitura de Manaus, Vanessa Grazziotin é investigada no inquérito 3368, por crimes eleitorais. Segundo sua defesa, “o inquérito decorre do pleito eleitoral de 2010, em que o Ministério Público Eleitoral do Amazonas ingressou com diversas ações (representação/impugnação de mandato) acerca dos mesmos fatos, diversos já rechaçados pela própria justiça eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas se julgou incompetente para apreciar o inquérito, pois em tese, poderia caracterizar crime eleitoral. Em razão do foro privilegiado da parlamentar”.

Redação