Vacinação neste sábado mobiliza mais de 950 postos e 4,5 mil servidores

By -

Toda a estrutura da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está mobilizada para o Dia D de mobilização nacional, no dia 13 de maio, como parte da 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, em Manaus. Nesta data estarão disponíveis 959 postos de vacinação no município, com um total de 4,5 mil pessoas trabalhando para atingir a meta de 90% de vacinação na campanha.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a vacinação é uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. “Atualmente, as vacinas utilizadas contêm antígenos contra três cepas de influenza: A (H1N1 e H3N2) e B. Estas cepas são escolhidas a cada ano visando prevenir a doença causada por cepas que circularão na temporada seguinte”, ressaltou.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados os trabalhadores de saúde, os povos indígenas (aldeados e assistidos pela SESAI), as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das escolas públicas e privadas.

Vale ressaltar que portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar o laudo médico, receita, carteirinhas dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove a sua condição clínica para receber o imunobiológico, assim como, os professores também deverão apresentar documentos (crachá, contra cheque ou outro documento) que comprove a profissão.

O público alvo é de 407.316 de pessoas, distribuídas em: 64.214 de crianças a partir de 6 meses a menores de 5 anos; 99.100 crianças de 2 a 4 anos; 52.344 trabalhadores de saúde; 32.107 gestantes; 5.278 puérperas; 550 indígenas; 111.669 idosos e 42.054 indivíduos portadores de comorbidade.

A meta é atingir 90% do público alvo, o que representa 366.585 pessoas, no mínimo, vacinadas contra a influenza, para isso será disponibilizado em torno de 500 mil doses de vacina.

A vacina contra influenza é trivalente constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contêm vírus vivos e não causa a doença. É contraindicada para pessoas com alergia grave ao ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores.

A estratégia de vacinação da Semsa será disponibilizar as doses em 182 salas de vacina das Unidades de Saúde para todos os integrantes do grupo prioritário, ressaltando que 10 Unidades de Saúde trabalham de segunda às sextas-feiras, das 7h às 21 horas e aos sábados das 8h às 12 horas.

O agendamento da vacinação do grupo prioritário impossibilitado de locomoção é pelo telefone 0800-280-8280, e iniciou-se no dia 17 de abril indo até o dia 19 de maio. Porém, o atendimento de vacinação dos acamados acontecerá no período de 15 a 26 de maio.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil. Esta patologia pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

A cada ano esta gripe pode se apresentar de forma diferente, assim como a infecção pode afetar diferentemente as pessoas. A transmissão dos vírus influenza ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar (transmissão direta) ou através das mãos ou objetos contaminados (transmissão indireta), quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

Roberto Brasil