Vacina contra o HPV está disponível nas Unidades de Saúde

By -
Vacina contra o HPV está disponível na rotina de 171 Unidades de Saúde Fotos: José Nildo

Vacina contra o HPV está disponível na rotina de 171 Unidades de Saúde
Fotos: José Nildo

Meninas com idades entre nove e 11 anos que já receberam a primeira dose da vacina contra o papilomavírus humano (HPV), no primeiro semestre deste ano, devem procurar uma das 171 Unidades Básicas de Saúde de Manaus para receber a segunda dose necessária para garantir a imunização contra o HPV, vírus que pode causar câncer de colo do útero. A Prefeitura de Manaus está planejando o dia D da vacinação, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com as secretarias de Educação do Município (Semed) e do Estado (Seduc).

Sec. municipal de saude Homero de Miranda Leão Neto

Sec. municipal de saúde Homero de Miranda Leão Neto

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, 19.481 meninas com idades entre nove e 11 anos, já receberam a primeira dose da vacina no primeiro semestre. “Os pais devem estar atentos para levar suas filhas para tomar a segunda dose, do contrário, a primeira dose da vacina não garantirá o efeito desejado. Aquelas que não tomaram a primeira dose também podem buscar as unidades de saúde para a imunização. Estamos em parceria com a Seduc e Semed em planejamento para distribuir mais pontos focais em toda a cidade, para que nenhuma menina fique sem se proteger do HPV”, enfatizou o secretário.

Vacina HPV 104

As doses da vacina estão disponíveis nas unidades de Saúde com sala de vacinação no horário de funcionamento das 8h às 17h. A imunização contra HPV também estará disponível nos Serviços de Acompanhamento Especializado em HIV/Aids (SAEs) para mulheres com idade entre nove a 26 anos vivendo com HIV, mediante apresentação da prescrição médica que devem tomar as duas doses num intervalo de dois meses e de seis meses em relação à primeira aplicação.

Para as meninas entre nove e 11 anos e para o público feminino indígena com idades entre nove e 13 anos, o esquema vacinal abrange doses aplicadas em um intervalo de seis meses (segunda) e de 60 meses (terceira) com relação a primeira tomada.

Unidades de Saúde Fotos: José Nildo

A vacina contra o HPV já faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e está disponíveis todos os dias nas unidades de saúde. No momento da vacina, não é obrigatório o acompanhamento de pais ou responsáveis, nem assinatura de termos de autorização ou recusa. A menina deverá apresentar apenas a sua Caderneta da Adolescente ou o próprio cartão de vacina.

O secretário Homero de Miranda Leão Neto explicou que as meninas que participaram das campanhas em 2013 e 2014 e não receberam todas as doses da vacina, também poderão procurar as Unidades de Saúde, mas devem comprovar a vacinação anterior apresentando o cartão de vacina.

Áida Fernandes