Usuários de ônibus terão 30 segundos para passar na catraca, avisa Sinetram

By -

Os usuários de ônibus da cidade de Manaus terão apenas 30 segundos para passar na catraca a partir da próxima segunda-feira (04). Quem não passar no valor estipulado pagará novamente o valor da passagem. A medida será utilizada nos veículos de todas as linhas que atuam na capital, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram).

A novidade ocasionou repercussão entre os usuários nas redes sociais. O acadêmico de Direito, Abrãao Lucas, 25, acredita que a medida será prejudicial à população que utiliza o transporte público de Manaus, pois os cobradores sempre estão sem troco.

“A população sofre com a falta de troco e as situações das catracas quebradas. Com essa medida os usuários vão precisar ficar com o dinheiro ou carteira na mão, mas às vezes isso não é possível. As novas catracas começam no chão e vão até o teto dos veículos, prejudicando muitas pessoas acima do peso e crianças. Se a população utiliza o transporte, porque não criar algo que ajuda e não atrapalha?”, opinou.

A dona de casa, Sandriane Guimarães, 37, afirmou que a medida agilizará o fluxo de passageiros dentro dos ônibus. Ela afirma que alguns usuários deixam para procurar o dinheiro da passagem no momento de passar na catraca.

“Existem casos que o usuário entra e fica na catraca atrapalhando outros passarem. Então com isso os passageiros e cobradores iriam agilizar. Tem passageiro que deixa para procurar o dinheiro da passagem perto da catraca, acho isso um absurdo. Com isso fica um monte de usuários esperando a boa vontade de um sem noção”, destacou.

A atendente de SAC, Renata Gomes, 28, relatou o problema de superlotação dos ônibus para enfatizar que não concorda com a medida do Sinetram. “Isso é um absurdo. Sou mulher e as vezes faço compras e volto de ônibus. Nesses casos, só consigo pegar o dinheiro perto do cobrador. Quando o ônibus está lotado ficamos espremidos, além da situação do troco. Muita das vezes o cobrador libera a nossa passagem, mas ainda espera que a gente encontre aqueles cinco centavos que eles nunca têm”, ressaltou.

Sinetram responde

Procurado pela reportagem, o Sinetram informou que um equipamento chamado solenoide, que fica dentro da catraca, estava queimando e causando muito problema devido à demora depois que o cartão faz a liberação.

Conforme o órgão, foram feitos testes no laboratório do Sistema de Bilhetagem e Controlador Semafórico (Dataprom), responsável pelo sistema de bilhetagem, e depois em ônibus das empresas Veja e Expresso Coroado, onde foi constatado que 30 segundos é o tempo suficiente.

O Sinetram também destacou que caso o usuário não cumpra o tempo estipulado, pagará outra passagem. No entanto, o sindicato acrescentou que os cobradores já foram orientados a como proceder para que isso não ocorra.

Portal A Crítica

Roberto Brasil