Única escola que funciona no país é a de samba

By -

sala-de-aula

Saíram os resultados do principal indicador da educação básica no Brasil, o Ideb. Eles revelam um desastre. O Brasil não conseguiu cumprir as metas dos ensinos fundamental e médio. Divulgado a cada dois anos, o Ideb leva em conta o rendimento escolar e o desempenho dos alunos em testes de português e matemática. Um fiasco.

Em tempos de Lava Jato, a desgraça potencializa a sensação de que o país já não está à beira do abismo. Escorregou para dentro da cratera. O descalabro educacional é a própria vivência do abismo.

Na seara moral, o Brasil já deixou de ser o país do futuro para tornar-se o país do faturo. Na área educacional, é o país do passado. A matemática do ensino médio, por exemplo, registrou o pior resultado desde 2005. Retrocedeu, em vez de avançar.

Deve-se cuidar agora para não adicionar ao descalabro o absurdo de transferir a culpa para os estudantes. O problema está no sistema educacional que não consegue ensinar. No Brasil, a única escola que evolui diante dos olhos de todos é a escola de samba. As outras não se cansam de aprimorar seus defeitos. Até quando?   Josias de Sousa/UOL

Áida Fernandes