Trump deixará o Acordo do Clima de Paris

By -

Donald Trump durante reunião de Cúpula do G7 na Itália (Jonathan Ernst/Reuters)

O presidente americano Donald Trump anunciou, nesta quinta-feira, a saída dos Estados Unidos do Acordo do Clima de Paris.  Em coletiva nos jardins da Casa Branca, o republicano disse que pretende iniciar negociações para reentrar no pacto, ou criar um novo acordo, seja mais “justo” para as pessoas e empresas americanos.

Durante a cúpula do G7, no sábado, o presidente americano já havia se recusado a endossar o acordo climático, afirmando que precisava de mais tempo para pensar.  A decisão de Trump, que já chamou o aquecimento global de farsa, aprofunda as diferenças do Estados Unidos com países aliados e coloca em risco o cumprimento do acordo por outras potências.

Além dos Estados Unidos, apenas a Síria e Nicarágua não participam do Acordo do Clima de Paris,  mas a saída americana do pacto pode fazer com que outros países altamente poluidores – como China e Rússia – revejam suas posições sobre a redução  da emissão de gases.

O acordo, firmado por quase 200 países na capital francesa em 2015, almeja limitar o aquecimento planetário e em grande parte se baseia no corte do dióxido de carbono e outras emissões resultantes da queima de combustíveis fósseis. Segundo o pacto, os Estados Unidos se comprometeriam a reduzir suas emissões em 26 a 28 por cento dos níveis de 2005 até 2025.

(Da VEJA)

Roberto Brasil