Trio é preso com 120 quilos de droga na Ponte Rio Negro

By -
A droga estava escondida entre verduras e frutas

A droga estava escondida entre verduras e frutas

Hebert Bastos Andrade, 34; Wil Robert Medeiros, 33; e Raimundo Nonato da Costa Silva Filho, 37, foram presos por volta das 19h40 de quinta-feira, 2, no momento em que transportavam 120 kg de droga tipo skunk pela Ponte Rio Negro, localizada na zona Oeste da cidade.

A ação foi coordenada pelo delegado Rafael Allemand, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), e contou com o reforço de integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e apoio da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), ligada à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM).

trio-prisao-ponte-rio-negro-02De acordo com Allemand, os policiais chegaram até eles após minuciosa investigação, iniciada há uma semana, após o recebimento de denúncias anônimas, informando que o trio estaria transportando a mercadoria ilícita pela ponte que liga a cidade de Manaus ao município de Manacapuru, distante 68 quilômetros em linha reta da capital.

“Montamos campana no local e obervamos o momento em que os veículos com as características repassadas pelos denunciantes chegaram à ponte. A droga estava escondida entre verduras e frutas na carroceria de uma Kombi, conduzida por Wil. Os outros dois faziam uma espécie de escolta, em um Fiat Uno, seguindo o primeiro veículo”, afirmou a autoridade policial.

Um Fiat Uno fazia a escolta do grupo

Um Fiat Uno fazia a escolta do grupo

O automóvel modelo Kombi, de cor branca e placas JWM-0640, e o Fiat Uno, de cor branca e placas JXH-0864, foram apreendidos, juntamente com uma Nissan Frontier, de cor branca e placas NAX-1349, de propriedade de Hebert, estacionada em via pública, nas proximidades do lugar onde aconteceu a abordagem. No interior do veículo foi encontrada uma pistola 380 com três carregadores.

Conduzidos à sede da Delegacia Geral, na zona Centro-Oeste da cidade, onde funciona a base do DRCO, os policiais civis constataram que Hebert cumpre pena por tráfico de drogas no regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Wil já responde na Justiça por roubo.

Durante os procedimentos, eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Hebert também foi autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ao término dos trâmites legais, o trio foi encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

Roberto Brasil