Treinador revela que recusou oferta para José Aldo substituir Dos Anjos no UFC 196

By -
"Não dá tempo para ele fazer nada, se preparar de uma semana para outra", frisou Dedé Pederneiras sobre a recusa

“Não dá tempo para ele fazer nada, se preparar de uma semana para outra”, frisou Dedé Pederneiras sobre a recusa

O cenário parecia ser perfeito para uma revanche entre José Aldo e Conor McGregor. A lesão de Rafael dos Anjos e o consequente buraco no card do UFC 196 abririam espaço para que o atleta da Nova União tentasse apagar o nocaute sofrido em apenas 13 segundos em dezembro passado. No entanto, menos de duas semanas de preparação para o desafio não seriam o bastante.

Isso quem garante é o treinador do ex-campeão dos pesos-penas (66 kg) Dedé Pederneiras, que recebeu ligação do próprio staff do UFC com uma sondagem para que seu pupilo encarasse mais uma vez o irlandês, mas desta vez entre os pesos-leves (70 kg). Cenário que não foi possível devido ao pouco tempo disponível.

“Não dá tempo para ele fazer nada, se preparar de uma semana para outra. Não tem mágica nesse negócio. É treinar e treinar. A oferta foi feita pelo UFC, mas eles entenderam na hora o porque ele não aceitou. Mas fizeram questão de ofertar”, narrou em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Sem data para retornar ao octógono, Zé Aldo segue no aguardo da definição dos rumos de sua categoria. Campeão invicto por dez anos, o brasileiro perdeu o cinturão do UFC em dezembro passado e garantiu que só retornaria ao cage em caso de uma revanche contra o irlandês ou em uma luta pelo titulo dos penas.

Por sua vez, Conor subiu de categoria para tentar o título dos leves diante de Rafael dos Anjos sem, no entanto, abrir mão do cinturão conquistado em 2015.

Roberto Brasil