TRE decide manter prefeito de Boca do Acre no cargo

By -

iran-lima-prefeito-boca-do-acre

O prefeito e vice-prefeito de Boca do Acre, Iran Lima (PSD) e Dr. Alysson (DEM) respectivamente, tiveram recurso conhecido e improvido pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) julgado ontem à tarde. O Ministério Público do Estado (MPE-AM) no recurso pedia a cassação de registro e multa no valor de R$ 50 mil para cada um.

De acordo com o MPE, o servidor público, com cargo comissionado na secretaria de Política Fundiária do Estado (SPF), Jansen Bento de Almeida, trabalhou na campanha dos acusados. Segundo o MPE, o servidor atuou num papel de destaque, como uma espécie de líder na “Coligação Para Construir uma Cidade Melhor” e em horário de expediente da Secretaria em que trabalha, e que perante a Justiça Federal, isso se caracteriza como “conduta vedada”, ou seja, a utilização de servidor público para esses fins é proibida.

Prefeito e vice tomaram posses de seus cargos através de uma liminar concedida pela desembargadora Socorro Guedes e o MPE pedia a “derrubada” desta liminar. A defesa conseguiu comprovar que Jansen Bento estava de férias por conta de uma cirurgia, logo depois obteve licença e foi constatado que foi nesse período que ele atuou na campanha de Iran Lima e Dr. Alysson. Dessa forma a corte do tribunal decidiu pela manutenção da liminar e consequentemente a manutenção dos eleitos nos seus devidos cargos.///Sara Matos

 

Redação