O tiro pode ter saído pela culatra

By -
José Melo / Eduardo Braga

José Melo / Eduardo Braga

Nem o governador José Melo (PROS) e nem o senador Eduardo Braga (PMDB) foram favorecidos com a decisão do julgamento do segundo processo de cassação do chefe do executivo e seu vice, Henrique Oliveira(SDD), hoje (28), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Além do voto do relator, votaram com ele outros três juízes a favor da cassação de Melo. Um pediu vistas.

Para analistas políticos amazonenses, Eduardo Braga pode ter sofrido uma derrota inesperada, uma vez que o relator foi pela cassação de Melo mas com a ressalva de nova eleições no prazo de 90 dias. O tiro pode ter saído pela culatra. A votação de 4×0 e a decisão de chamar novas eleições pode não ter agradado nem Melo e nem Eduardo Braga.

O novo processo julgado sobe ao TSE, para julgamento do mérito e, aí podem surgir novas surpresas. Braga quer o Governo, mas o TSE também pode decidir por novas eleições. Assim como foi a decisão do TRE, também pode acontecer o mesmo na instância superior eleitoral e isso não era e nem é o que o senador esperava dos julgamentos.

O primeiro processo que cassou o governador José Melo e o vice, Henrique Oliveira, está parado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, e a expectativa é que o julgamento da ação, caso ocorra, pode ser surpreender.

Após a decisão que manteve a cassação no último mês de janeiro, Melo e Henrique Oliveira entraram com recurso junto ao TSE para reverter a condenação.

O processo tem como relatora a ministra Maria Thereza de Assi Moura que aguarda a manifestação do Ministério Público Eleitoral.

As últimas informações vindas de Brasília é que se o processo for a julgamento, a turma de julgadores pode surpreender, ou seja, pode manter a cassação, mas ao invés de beneficiar o senador Eduardo Braga, que é o autor da ação de cassação, pode anular o pleito de 2014 e convocar novas eleições em um prazo de 90 dias.

Caso se concretizem uma nova eleição, aí nem Melo e nem Braga assumiriam, mas surgiriam outros candidatos para concorrer a uma eventual eleição, e um dos nome cotados seria do senador Omar Aziz (PSD).

Para muitos, Omar seria um nome ideal, que não tem nome tão desgastado pela série de denúncias de corrupção iguais a que envolvem o senador Eduardo Braga e outros políticos amazonenses.//Correio da Amazônia

Mario Dantas