Transferências escolares crescem 647% via internet

By -

matriculas2016O número de transferências escolares efetuadas no primeiro dia de atendimento, feitas pela internet, por meio do portal de matrículas da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), www.matriculas.am.gov.br, foi 647% maior que a quantidade de transferências online realizadas no primeiro dia de atendimento de 201. De acordo com dados da Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), desenvolvedora de todo o sistema, foram registradas 19.396, enquanto no ano passado, no mesmo período, foram apenas 2.997 transferências via web.

Conforme a coordenação de matrículas da Seduc, para concretizar transferências estudantis entre escolas da rede pública, basta acessar nesta semana o portal de matrícula, informar um conjunto de dados pessoais e escolares do aluno, apontar a escola desejada, imprimir a via de confirmação e entregá-la em até três dias na unidade de ensino em que o aluno pretende estudar em 2016.

O expressivo aumento do número de solicitações via internet e, sobretudo, o de atendimentos concretizados, segundo o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, é um indicador da aceitação positiva do serviço por parte da sociedade. “Para trazer maior comodidade à população, que todos os anos procura por matrículas na rede pública, o Governo do Estado investiu na informatização deste serviço”, apontou.

O secretário também acrescentou que a procura expressiva – 647% a mais de requisições atendidas – revela também a mudança de comportamento da população que gradativamente está optando com maior ênfase ao serviço via internet em comparação ao presencial.

De acordo com o diretor-presidente da Prodam, Márcio Lira, em apenas dois dias, foram registrados mais de cem mil acessos ao site. Ele ressaltou que a Empresa de Processamento de Dados vem trabalhando na melhoria do sistema a cada ano e que o objetivo é oferecer qualidade ao público. “Essa é uma determinação do governador José Melo. Usar a tecnologia para dar dignidade social, além de reduzir custos operacionais, uma vez que a Seduc não vai precisar montar estruturas especiais nas escolas”.

Agilidade – Joseane Andrade, 32, estudante universitária, ao invés de fazer a requisição presencialmente em escolas, fez opção na última segunda-feira (11) pelo site das matrículas e solicitou com sucesso a transferência de seu sobrinho da escola estadual Isaac Swerner para a escola Padre Luiz Ruas. “O procedimento foi ágil e com isso não tive a necessidade de ir para uma escola e provavelmente enfrentar filas”, disse.

Além das 19.396 requisições viabilizadas pela internet no site das matrículas, o primeiro dia de solicitações de transferências escolares registrou 12.755 atendimentos presenciais em escolas, gerando um total de 32.151 transferências já realizadas.

Serviço – Conforme cronograma, nesta semana, até sexta-feira (dia 15 de janeiro), poderão ser solicitadas no site www.matriculas.am.gov.br transferências escolares para os que vão estudar na educação infantil, ensino fundamental (do 1º ao 9º ano), ensino médio (1º ao 3º ano) e na Educação de Jovens e Adultos-EJA.

Os que desejarem solicitar as transferências de forma presencial também poderão se dirigir a qualquer uma das escolas da Seduc ou Semed, independente de ser ou não a escola que estudou ou que pretende ingressar e solicitar o atendimento. Iniciado na última segunda-feira (dia 11) com o atendimento para transferências na educação infantil, ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) e EJA (do 1º ao 5º ano), de quarta (dia 13) a sexta-feira (dia 15) poderão ser feitas transferências também para o ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), ensino médio (do 1º ao 3º ano) e EJA (6º ao 9º ano e ensino médio).

Roberto Brasil