Tranquilo e contundente, Artur desmascara as várias farsas montadas contra ele por Marcelo e aliados

By -

img_9821

Calmo, mas contundente. Esse foi o Artur visto pelo telespectador no debate realizado na noite deste domingo, na TV A Crítica. Logo de início, ele avisou, de forma clara, que tinha ido ao debate não como um cordeiro inocente, mas por respeito à democracia. Ele denunciou que vem sendo vítima de ataques desferidos pela Rede Calderaro de Comunicação, em todos os seus veículos, que diariamente promovem denúncias não comprovadas contra sua administração, para favorecer o candidato Marcelo Ramos.

Artur foi ao debate disposto a desmontar as várias farsas contra ele pelo candidato Marcelo Ramos e seus aliados. Ele citou, por exemplo, o caso que ficou conhecido como “Farsa dos Tiros”, quando Marcelo foi a sua página do Facebook acusar Artur de ter contratado militantes para promover confusão em um de seus comícios. Aliados seus também disseram que houve inclusive disparos de tiros, a mando de Artur. A Justiça Eleitoral acabou de conceder direito de resposta e a página de Facebook de Marcelo Ramos foi punida, pela segunda vez nesta campanha.

Outro assunto que Artur levantou foi a Farsa da Água, na qual Marcelo, usando uma mulher modesta da zona Leste, e que trabalha em sua campanha, tentou mostrar que não existia água naquela comunidade, tendo como “prova” as torneiras secas da casa de sua contratada. A equipe de Artur mostrou que havia água, tanto na casa quanto na comunidade inteira.

Outra farsa que Artur desmontou foi a de que Marcelo não tem o apoio do Governador José Melo, embora o seu partido, o PROS, faça parte da coligação, o que já foi confirmado pela Justiça Eleitoral. Artur, falando sobre as ameaças de fechamento de Caimis e Caics, levou Marcelo a defender o governo. Ele pediu a Artur para mostrar qual a unidade de saúde que teria sido fechada. “Parabéns Marcelo, você finalmente admitiu que tem Melo como seu aliado, e parte em sua defesa”, disse.

Artur também mostrou que a Previdência Municipal foi deixada falida pelas duas administrações anteriores, de Amazonino e Serafim, que apoiam Marcelo. E que coube ao seu governo resgatar mais de R$ 57 milhões que haviam sido investidos em fundos de alto risco. “Trouxemos a tranquilidade de volta aos aposentados e pensionistas do município”.

Artur deixou o debate parabenizando a cidade de Manaus pelo seu aniversário e pediu o voto no 45. “Já mudamos com a Dilma, já mudamos com o Melo, e olha no que deu. Então, mudar por mudar, eu acredito que é melhor votar em quem já vem promovendo a mudança de fato, com os pés no chão, trazendo novas perspectivas para cidade”, concluiu.

Mario Dantas