TJAM vai entrar com ação contra Eletronorte/Amazonas Energia

By -

tjam-estatuaA presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo, advertiu nesta terça-feira, (24), durante Sessão do Pleno, que a instabilidade no fornecimento de energia elétrica pela Eletronorte/ Amazonas Energia, que vem ocorrendo desde domingo (22), está prejudicando, nos últimos dias, o trabalho TJAM, os advogados, as partes, os juízes que dependem do SAJ (Sistema de Automação da Justiça) para consultar o andamento de processos.

O portal SAJ é uma ferramenta da tecnologia de informação do Judiciário, que visa facilitar a troca de informações e agilizar o trâmite processual por meio de diversos serviços na web, voltados para os advogados, cidadãos e serventuários da justiça. Este serviço disponibiliza acesso às informações relativas à situação e tramitação dos processos de 1º e 2º Grau. O acesso aos dados pode ser feito pelo público em geral, sem necessidade de cadastro. Existem restrições apenas para a consulta de processos que tramitam em segredo de justiça.

De acordo com a desembargadora-presidente, este é um problema antigo que vem ocorrendo desde a administração do desembargador João Simões (2010-2012), mas agora o problema recrudesceu e, às vezes, o apagão ocorre até cinco vezes por dia. “Além do prejuízo aos profissionais do direito, as idas e vindas de energia têm causado prejuízos materiais, como a queima de placas de computadores, ar condicionados e outros equipamentos –, informou Graça Figueiredo. Divulgando, ainda, que o TJAM vai entrar com uma ação responsabilizando a Eletronorte /Amazonas Energia pelos danos”, salientou.

Roberto Brasil