Tiroteio deixa feridos e fecha o Parlamento inglês

By -

A polícia de Londres investiga um incidente com tiros em frente ao Parlamento inglês na tarde desta quarta-feira, segundo testemunhas. Um policial foi esfaqueado e as forças de segurança balearam o autor do ataque. De três a quatro tiros foram escutados e causaram pânico próximo à Casa dos Comuns.

Ao menos uma mulher morreu e dezenas de pessoas ficaram feridas na confusão após o tiroteio, nos arredores da ponte de Westminster. A polícia confirma que foi chamada para responder ao incidente às 14h40, no horário local (11h40 em Brasília) e os oficiais estão no local. A sessão do Parlamento foi suspensa e os deputados são mantidos dentro do prédio. A estação de metrô de Westminster também está fechada, assim como dois hospitais da região.

O jornalista Quentin Letts relatou à rede BBC que viu um homem de roupas pretas “com algo na mão”, quando foi abordado por uma dupla de policiais. “Um deles caiu e podemos ver o homem movendo seu braço como se estivesse esfaqueando o oficial”, disse. O responsável pelo ataque teria corrido em direção à entrada do Parlamento, até ser parado pela polícia.

Atropelamento

Cenas de caos foram relatadas por testemunhas na ponte de Westminster e nos arredores do palácio. Segundo o jornal The Guardian, uma mulher morreu após ser atingida por um ônibus e outra dezena de pessoas ficou ferida em atropelamentos, algumas em estado grave. Não se sabe, porém, se os acidentes com veículos foram resultado do pânico ou fizeram parte do suposto atentado.

(VEJA)

Roberto Brasil