Thiago falha e Cruzeiro arranca empate com o Flamengo

By -

Partida de volta será no dia 27, no Mineirão, em Belo Horizonte

Num jogo equilibrado e muito tenso, Flamengo e Cruzeiro empataram em 1 a 1 na partida de ida da final da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro saiu na frente com Paquetá, mas a Raposa igualou com Arrascaeta após falha do goleiro Thiago. O resultado agradou mais aos mineiros, que decidem o título em casa, no próximo dia 27, no Mineirão. Em caso de novo empate, a disputa irá para os pênaltis.

Mesmo jogando fora de casa, o Cruzeiro não se intimidou e atacou logo após a bola rolar. Como era de se esperar, o jogo começou tenso, e o Flamengo respondeu numa cabeçada perigosa de Berrío. Sem o gol qualificado, a ideia era atacar. Por isso, o duelo mostrava-se atraente logo no início, naquele tradicional “lá e cá”.

As várias disputas pela bola deixaram claro o clima de luta e garra na decisão. Mas o jogo não se limitava à entrega. Numa cabeçada muito perigosa de Arão, Fábio fez um milagre e salvou o Cruzeiro aos 26 minutos. O lance animou o Flamengo, que passou a mandar na partida. Confiante e na base da velocidade, Berrío arriscava alguns bons dribles na ponta direita. Contudo, faltava o gol. 

O goleiro Fábio foi o grande nome do primeiro tempo. Além de fazer um milagre na cabeçada de Arão, ele também fez uma boa defesa em chute de Diego e mostrou segurança nas saídas do gol. O time mineiro começou bem, mas sentiu a pressão do Flamengo a partir da metade do primeiro tempo. Mesmo assim, não houve gols antes do intervalo.

O segundo tempo começou um pouco mais cadenciado, com os times se estudando, evitando erros que poderiam ser fatais. O jogo só começou a ficar mais solto a partir dos dez minutos, quando o Flamengo ameaçou em cobrança de falta e o Cruzeiro quase abriu o placar com Alisson, mas o goleiro Thiago fez uma linda defesa.

Empurrado pela torcida num Maracanã lotado, o Flamengo passou a pressionar mais com o decorrer do tempo. Era de se esperar. Arão quase balançou a rede em duas oportunidades, mas parou na defesa adversária. Para o Cruzeiro, o empate fora de casa não era mau negócio.

O ímpeto rubro-negro foi premiado aos 30 minutos numa jogada confusa na área do Cruzeiro. Após cobrança de escanteio, Fábio fez um outro milagre para defender chute de Réver que desviou em Arão. No entanto, a bola sobrou para Paquetá, que empurrou para o fundo da rede. O lance foi no mínimo polêmico pela posição onde o camisa 39 se encontrava, em impedimento. O Maracanã, que nada tinha a ver com isso, foi ao delírio. 

Porém, a festa foi interrompida aos 38 minutos. Hudson arriscou um chute rasteiro de fora da área, e o goleiro Thiago falhou espalmando para frente. Arrascaeta, que entrou no lugar de Thiago Neves, não vacilou e só teve teve o trabalho de empurrar para o gol.

O gol dos visitantes silenciou o Maracanã. Só os cruzeirenses cantavam em meio a tentativas frustradas de ataque do Flamengo. A Raposa também ofereceu perigo nos minutos finais, em contra-ataques, mas o jogo terminou empatado em 1 a 1.

Por LANCE!

Roberto Brasil