Susam informa que renais não ficarão sem atendimento, com possível fim de contrato com clínica conveniada ao SUS

By -

logo_susam

A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) recebeu comunicado da Clínica Renal de Manaus de que a instituição não pretende renovar o contrato para o atendimento a pacientes renais crônicos em tratamento de hemodiálise. O referido contrato se encerrará no dia 18 de outubro e, até lá, a clínica conveniada continuará a atender normalmente os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), conforme o documento.

“Caso a empresa mantenha a decisão de não renovar o contrato que se encerra em outubro, a Susam fará o remanejamento dos pacientes para outros serviços da rede. Ainda estamos em conversação com a direção da Clínica Renal, no sentido de que reveja a intenção de não renovar o contrato com o SUS. Mas é importante que os pacientes atendidos pelo serviço saibam que, caso isso não ocorra, serão adotadas todas as providências para garantir que não haja interrupção do tratamento”, assegurou o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza.

De acordo com Pedro Elias, a razão alegada pela Clínica Renal para a não renovação do contrato, é falta de reajuste por parte do Governo Federal, no valor da Tabela SUS destinado à remuneração pelo serviço de hemodiálise, válido para todo o Brasil. “É importante esclarecer que a Susam não tem ingerência sobre esta tabela. Trata-se de um repasse federal. Somos sensíveis a esse pleito, mas esta é uma questão nacional, objeto, inclusive, de discussão em fóruns como o Conselho Nacional de Secretários de Saúde, mas que foge ao nosso poder de decisão”, frisou Pedro Elias.

O secretário destacou que o Governo do Estado está reforçando a oferta de atendimento aos renais crônicos, com investimento na estrutura própria. Neste ano, a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) implantou um serviço de hemodiálise que já atende 64 pacientes/mês e está em fase de ampliação para 120 pacientes/mês. Paralelamente, o Governo avança para a segunda fase da estruturação do serviço, neste hospital, com a implantação de um Centro de Hemodiálise, que terá capacidade instalada para atender 300 pacientes/mês.

Na semana passada, o Fundo de Promoção Social do Governo do Estado repassou à FHAJ recursos da ordem de R$ 1,8 milhão para as obras de adequação do espaço onde o Centro de Hemodiálise irá funcionar. A previsão é de que a estrutura entre em funcionando já no segundo semestre deste ano.

Além desta frente de atendimento aos renais crônicos representada pelo serviço da FHAJ, a Susam também mantém convênio com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV/Ufam) e, além da Clínica Renal, mais três clínicas conveniadas.

Mario Dantas