Susam entrega hospital em Novo Aripuanã e inicia obra em Manacapuru

By -
Hospital de Novo Aripuanã

Hospital de Novo Aripuanã

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) inaugurou, na manhã deste domingo (28), o Hospital Regional de Novo Aripuanã (a 227 quilômetros de Manaus), que foi ampliado e totalmente reformado. passando de 20 para 38 leitos. O investimento em obras, equipamentos e mobiliário é de R$ 2,4 milhões, recurso exclusivo do Governo do Estado. A unidade realizará atendimento de média e alta complexidade. A obra faz parte do programa de expansão da assistência à saúde no interior do Amazonas, informou o secretário estadual de Saúde em exercício, José Duarte dos Santos Filho.De acordo com a secretária adjunta de Saúde do Interior, Adriana Moreira, a unidade recebeu equipamentos que permitirão interligá-la ao Programa Telessaúde do Governo do Estado. Com isso, os exames poderão ser realizados no município e os laudos serão emitidos em Manaus, a partir da Central de Laudos da Fundação do Coração Francisca Mendes, ampliando a oferta local. Entre esses equipamentos, está o novo mamógrafo, que beneficiará a população feminina do município, com exames que detectam precocemente o câncer de mama, segundo tipo da doença mais incidente entre as amazonenses.

O Hospital de Novo Aripuanã também dispõe de Raio-X, ultrassom, desfibrilador, aparelho de fototerapia e tem uma estrutura que inclui consultórios, laboratório, enfermarias masculina e feminina, sala de parto, sala de enfermagem, centro cirúrgico, conforto, isolamento, refeitório, sala de digitalização, entre outros, todos completamente reformados. As alas, agora, estão climatizadas e humanizadas, conforme explica Adriana Moreira.

“Esta reforma transformou a unidade em um hospital de fato. Desde que foi inaugurado, em 2000, a instituição de saúde havia passado apenas por pequenos reparos. Com a reforma, o atendimento à população será otimizado”, esclareceu.

O hospital também recebeu da Susam três ambulâncias, uma ambulancha – unidade de transporte fluvial – e três picapes, sendo duas para auxiliar na remoção de pacientes e transporte de produtos de saúde para abastecer o hospital e uma para apoio aos trabalhos da Secretaria Municipal de Saúde. Cerca de 150 funcionários, entre pessoal administrativo, médicos, enfermeiros, técnicos, nutricionista e serviços gerais fazem parte do quadro, formado em parceria com a Prefeitura Municipal de Novo Aripuanã, explicou  o diretor da unidade, João Batista Saldanha.

“Teremos, entre as especialidades disponíveis, profissionais de cirurgia geral, enfermagem, radiologia e serviço social. A expectativa é que, com esta ampliação, aumentemos em, pelo menos, 60% o número de atendimentos e procedimentos gerais”, destacou. Ele ressalta que uma nova ala para lavanderia, cozinha e refeitório foi inserida na nova estrutura, beneficiando também os funcionários que trabalham no hospital.

Para a funcionária pública Luzia Lopes Ribeiro, 61 anos, natural de Novo Aripuanã, a obra significa muito para os moradores. “Há cinco anos, recebi uma guia para mamografia e não pude fazer, pois não tive como ir à capital. Agora, com este novo aparelho aqui, poderei passar por uma consulta e fazer meu exame. A impressão que tenho é que a saúde estará mais próxima de nós, ao nosso alcance, e isso é muito bom”, comentou.

 Novo hospital de Manacapuru começa a ser construído

José Duarte dos Santos Filho

José Duarte dos Santos Filho

O secretário estadual de Saúde em exercício, José Duarte dos Santos Filho, assinou, no último sábado (27), a ordem de serviço para início da construção do novo hospital de Manacapuru, município a 84 km de Manaus. A obra faz parte do plano de expansão da rede estadual de saúde, que já permitiu a entrega de 13 novos hospitais, somente no interior do Estado.

A solenidade de lançamento da pedra fundamental da obra contou também com a presença da secretária adjunta de Saúde do interior, Adriana Moreira, e do secretário da capital, Wagner William.

O novo hospital terá 128 leitos e será erguido numa área de aproximadamente 7,6 mil metros quadrados. As obras terão início imediato, de acordo com o secretário José Duarte. O investimento é de cerca de R$ 21 milhões, incluindo recursos dos governos estadual e federal. “Não está incluído neste valor o que será investido para equipar a unidade, com recursos próprios do Estado”, destacou Duarte. Quando ficar pronta, a nova unidade irá substituir a estrutura do Hospital Geral Lázaro Reis, que hoje atende a demanda do município.

A obra será construída dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Na parte térrea do hospital funcionará a área de urgência e emergência, que adotará o modelo de acolhimento com classificação de risco. O modelo vem sendo implantado em toda a rede de urgência do Estado, para melhor ordenar o atendimento e priorizar a assistência aos casos de maior gravidade.

No primeiro pavimento será instalado o Centro de Partos (normais e cirúrgicos). O espaço foi totalmente projetado, seguindo as diretrizes da atenção ao parto humanizado. O segundo e o terceiro pavimentos abrigarão as enfermarias de internação hospitalar (com alas obstétrica, pediátrica, clínica e cirúrgica para adultos). O quarto pavimento será destinado às atividades e setores administrativos.

Na nova unidade, serão oferecidos os serviços de saúde tanto na área ambulatorial quanto na urgência e emergência. “Será uma unidade moderna, beneficiando não somente o município, mas também as cidades do entorno”, afirmou Duarte.

Novo aparelho de Raio-X: Na oportunidade da assinatura da ordem de serviço e lançamento da pedra inaugural do novo hospital de Manacapuru, a secretária adjunta do interior da Susam, Adriana Moreira, também realizou a entrega de um novo equipamento de raio –x para o Hospital Geral Lázaro Ramos, que é municipalizado. “Há pouco menos de um mês estivemos no hospital e nos foi relatado que o aparelho estava quebrado. Nós firmamos o compromisso de entregar um novo equipamento em 30 dias. Hoje, estamos fazendo a entrega formal de um aparelho de raio-x digital de 500 mil amperes”, relatou Adriana.

Mario Dantas