Susam anuncia novo fluxo de atendimento para cirurgias ortopédicas na Rede de Urgência

By -

cirurgia-1A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) passará a adotar, a partir desta terça-feira (1º), um novo fluxo de atendimento na Rede de Urgência e Emergência, finalizando o processo que permitiu aumento gradual do número de cirurgias realizadas na especialidade de Ortopedia, saindo de 200 procedimentos/mês, para 400/mês.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, a partir de agora, os ortopedistas dos Serviços de Pronto-Atendimento (SPAs) passarão a atender nos Prontos-Socorros João Lúcio, 28 de Agosto e Platão Araújo, unidades que possuem centros cirúrgicos e dispõem de maior suporte na área de diagnóstico.

“Esta é mais uma medida que adotamos como parte do reordenamento que estamos efetuando para dar maior resolutividade ao atendimento da Rede de Urgência. No caso específico da Ortopedia, esta medida nos permitirá, por exemplo, atender à crescente demanda por cirurgias relacionadas aos acidentes de trânsito. Os pacientes terão reduzido o tempo de espera por esses procedimentos”, afirmou Pedro Elias. Ele ressalta, ainda, que a medida atende ao que está previsto na Política Nacional de Atenção as Urgências, que não prevê a presença de Ortopedista nos Serviços de Pronto-Atendimento. A iniciativa também está alinhada com a Política do Trauma Ortopédico de Média Complexidade, também do Ministério da Saúde.

O secretário-adjunto de Atenção Especializada da Capital, Wagner William Souza, explica que, nos SPAs, 90% dos atendimentos de Ortopedia estão relacionados a casos clínicos (como lombalgias, dores articulares, traumas sem fraturas, entre outros de menor complexidade). Este atendimento continuará sendo feito normalmente nos SPAs, que permanecem com a equipe formada por Clínicos, Pediatras e Cirurgiões Gerais.

“Os casos de fraturas, com necessidade de cirurgia, já eram transferidos para os Prontos-Socorros e o que estamos fazendo é reforçar o atendimento nestas unidades, de modo que os pacientes que necessitam de cirurgia ortopédica esperem menos tempo pelo procedimento e, consequentemente, fiquem menos tempo internados, melhorando todo o fluxo de assistência”, frisou Wagner Souza. Além disso, ressaltou o secretário-adjunto, houve ampliação da oferta de consultas ambulatoriais de Ortopedia em Policlínicas.

Há cerca de um ano, a Susam já havia ampliado a oferta de atendimento na especialidade de Ortopedia Pediátrica, com a implantação da ala infantil no Pronto-Socorro Platão Araújo e de serviço ambulatorial especializado na Policlínica Zeno Lanzini. “Este movimento que estamos realizando na área de Ortopedia, integra, também, os esforços que a Susam vem realizando, já há alguns meses, para ampliar a oferta das cirurgias eletivas de um modo geral”, disse Wagner Souza.

Roberto Brasil