SSP-AM realiza operação ‘Transporte Coletivo’ para reduzir assaltos a ônibus

By -
operacao-transportecoletivo-ssp-05Na noite de sexta-feira (15), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), realizou a operação ‘Transporte Coletivo’, com objetivo de prevenir e reduzir assaltos a ônibus em Manaus.

Aproximadamente 80 veículos foram vistoriados pelas equipes policiais com intuito de  verificar alguma situação suspeita e pelo menos mil usuários de ônibus receberam orientações sobre medidas de segurança e informações a respeito da operação.
operacao-transportecoletivo-ssp-01Segundo o secretário executivo-adjunto de Operações, Orlando Amaral, a operação foi realizada em locais onde, segundo levantamento da SSP, possuem maior incidência de assaltos a ônibus.
“O policiamento foi feito de forma ostensiva com objetivo de vistoriar ônibus, mas nós também abordamos os chamados executivos. A abordagem foi realizada de forma que não incomodasse o passageiro que naquele horário volta cansado do trabalho. Paralela a operação, a Polícia Militar também montou barreiras em pontos da cidade.”
operacao-transportecoletivo-ssp-03Na zona Norte, barreiras foram montadas pelas equipes da SSP-AM nas Avenidas Torquato Tapajós e Max Teixeira, e nas principais vias dos bairros Novo Israel, Rio Piorini e Cidade de Deus.
Na zona Leste o foco da operação foi a Avenida Autaz Mirim. A ação finalizou na Avenida Constantino Nery, zona Centro-Sul. Os terminais 3 e 5 receberam patrulhamento ostensivo.
operacao-transportecoletivo-ssp-02A operação ‘Transporte Coletivo’ iniciou por volta das 21h30 de sexta-feira (15) e seguiu até 1h do início de sábado. Cerca de 50 policiais das Secretarias
Executivas-Adjuntas de Operações e Inteligência da SSP-AM, e policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) participaram da operação.
operacao-transportecoletivo-ssp-04Força-Tarefa
No início do mês de janeiro, a Polícia Militar anunciou a criação de uma Força-Tarefa reunindo órgãos municipais, SSP-AM e ainda o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e Sindicato dos Rodoviários, para prevenir assaltos aos coletivos. O policiamento nos terminais de ônibus foi reforçado pelas Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms) que atendem as áreas dos grandes terminais, onde uma viatura fica permanentemente no horário de funcionamento.
A SSP-AM, por meio da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), dá apoio na Força-Tarefa para identificar os suspeitos de praticar os crimes. De acordo com o secretário-executivo-adjunto de operações, Orlando Amaral, não existem quadrilhas especializadas em assaltos a ônibus. “Geralmente, são pessoas do próprio bairro ou da área por onde a linha passa. Para eles, é um crime de oportunidade para roubar a renda e os pertences dos passageiros. Na maioria das vezes para comprar drogas”, disse.

Roberto Brasil