SSP-AM e Bike Registrada apresentam projeto para prevenir roubos e furtos de bicicletas em Manaus

By -

bike-registradaA Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) e a Bike Registrada apresentam, nesta quinta-feira, dia 8 de setembro, às 14h30, a parceria público-privada que será implantada com o objetivo de aumentar a segurança dos ciclistas em Manaus. A parceria será apresentada para associações representantes de ciclistas. 

O cadastro no sistema da BIKE Registrada será oferecido de forma gratuita para os ciclistas. O banco de dados poderá ser acessado pelos órgãos de Segurança em caso de ocorrências envolvendo furto e roubo de bicicletas, que poderão localizar com mais agilidade os dados do proprietário, para fins de devolução. 

Como funciona

Para fazer o cadastramento no site (www.bikeregistrada.com.br), basta colocar o número de série da bicicleta, que geralmente vem gravado na parte inferior da caixa de centro. A partir de então, quando alguém for comprar uma bike usada, será possível consultar no site o cadastro para verificar se a bike está em situação regular.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, Manaus, assim como as outras capitais do País, tem aumentando o número de pessoas que utilizam a bicicleta, seja por lazer ou até mesmo para ir ao trabalho. A nova ferramenta é preventiva e acompanha a crescente demanda. “Uma parceria como está é sempre bem vinda, principalmente, nesse momento de crise, onde os recursos estão escassos para aquisição. Acreditamos que a nova ferramenta vai ajudar a polícia a devolver com mais facilidade, por exemplo, uma bicicleta roubada ao seu proprietário”, disse. 

De acordo com o idealizador do projeto Bike Registrada, o ciclista Maxmuller Saraiva Poeck, a ideia é que os ciclistas possam registrar suas bicicletas e dessa forma, sempre que forem adquirir uma bike, será possível verificar se a bicicleta é produto de roubo. “Acredito que se todos os ciclistas cadastrarem suas bikes e consultarem o sistema poderemos reduzir e inibir de forma significativa a chance de adquirir produtos roubados”, explica o ciclista Maxmuller Saraiva Poeck, idealizador do projeto.

Roberto Brasil