Sob ameaça de deixar F1, Ferrari chega para GP do Brasil

By -

Escuderia italiana ainda luta por vice-campeonato (Foto: EPA)

Após perder o título de pilotos e de construtores da Fórmula 1, a Ferrari disputará sua primeira corrida, que será disputada neste fim de semana em São Paulo, sob a ameaça de deixar a categoria a partir de 2020.

Logo após a prova do México, o presidente da equipe, Sergio Marchionne, se posicionou contra a ideia dos novos donos da categoria, os norte-americanos da Liberty Media, para os motores que serão usados na categoria daqui a três anos.

“Apesar das boas intenções, como reduzir o preço de motores e da equipe, a Liberty tem tomado conta de coisas que não concordo. O fato é que nós estamos em desacordo com termos de desenvolvimento estratégico que estão sendo discutidos. Vemos o esporte em 2021 levando um ar diferente, o que irá provocar algumas decisões por parte da Ferrari”, disse Marchionne.

“Se analisarmos que os resultados não serão benéficos à manutenção da marca na categoria, vamos reforçar nossa posição de mercado e deixar a categoria”, concluiu.

Essa não é a primeira vez que a Ferrari ameaça abandonar a categoria por conta das mudanças de regulamento. No entanto, dessa vez, o ex-chefão da F1 Bernie Ecclestone afirmou que acredita que a ameaça “seja real”.

“Se eles não estiverem conseguindo vencer, vão tentar forçar um novo regulamento. Caso eles não estejam satisfeitos e acharem que vão sofrer, ameaçam sair e agora podem realmente fazer isso”, disse Ecclestone ao “The Independent”. / Fonte: ANSA

Roberto Brasil