Situação de emergência no interior: Omar vai “olhar caso a caso”

By -

Mais de 30% dos prefeitos no Estado do Amazonas decretaram no início deste mês, estado de emergência ou estado de anormalidade nas cidades. Isso entre outras situações, permitiu a possibilidade de contratação de diversas empresas com a dispensa de licitação. Esse fato, ainda será analisado pelo governador Omar Azzi (PSD). Segundo informações repasadas  ao BLOGdaFLORESTA, pela secretária de comunicação de governo, Lúcia Karla, essa avaliação ainda não tem data definida para ser analisada,  “o governo vai analisar caso a caso para decidir os que realmente tenham sustentação na lei”, detalhou Lúcia. Parintins, Coari, Novo Airão, Tefé, Nova Olinda do Norte, Maués, Rio Preto da Eva, Beruri, Benjamin Constant, Ipixuna, Envira, Itacoatiara e Uarini, são as cidades que alegam essa condição. O governador viajou para tratar assuntos particulares e ainda não tem data de regresso.///Hudson Lima.

Redação