Sistema Sepror inicia ações em campo para atender demandas de 61 municípios

By -

O Sistema Sepror – composto por cinco instituições ligadas ao setor primário: Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror) Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa) e (Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) – já iniciou um trabalho de mapeamento das demandas apresentadas pelos prefeitos de 61 municípios durante o encontro entre eles, na última semana, com o governador do Amazonas, professor José Melo. 

No sábado, 1°, o secretário de Produção Rural, Hamilton Casara – que participou durante três dias do encontro dos prefeitos com o Governador -, reuniu com os representantes e gestores do Sistema Sepror para apresentar as demandas apontadas durante o encontro. De acordo com Casara, o planejamento será feito de forma integrada.

“Vamos trabalhar de forma integrada para traçar as ações apontadas pelo Governador como prioridade para o setor primário. O Sistema, através de suas equipes, estará operacionalizando nas calhas do Madeira, Solimões, Japurá e Juruá implementando as demandas aprovadas pelo Governador diante as prefeituras. Vamos construir um plano de ação que contará com a atuação do Sistema e de outros parceiros como as próprias prefeituras”, ressaltou.

As demandas, segundo Casara, dentro do setor, caminham ao encontro do trabalho já iniciado pelo Governador com a nova Matriz Econômica Ambiental, que vem para fortalecer a economia local, o desenvolvimento sustentável e o setor primário do Estado. O novo modelo econômico vai diversificar a economia do Estado ao potencializar as riquezas locais com projetos voltados para a piscicultura, fruticultura, fármacos e cosméticos e mineração.

Uma das prioridades do setor é o investimento na piscicultura e fruticultura. Para o setor primário a ideia é fortalecer as potencialidades de cada município.

Ações em campo

Já no primeiro final de semana após o encontro com os prefeitos, o Sistema Sepror esteve em campo com ações nos municípios de Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo. Técnicos do Idam, da a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (ADAF), da Sepa e da ADS visitaram piscicultores e fruticultores dessas regiões para traçar a atuação e investimento do Sistema nessas áreas.

“Lá estamos com todo o serviço de extensão e o levantamento de cadastro voltados para piscicultores e fruticultores para que a possamos iniciar  o processo de construção de tanques para ampliar uma base produtiva e no plantio fortalecer a extensão rural juntos aos produtores”, destacou.

Hamilton apontou, também, o serviço de comunicação e articulação do Sistema e das Prefeituras como ação imediata. A meta é apoiar os produtores rurais para que renegociem os seus débitos junto ao banco financiador.

“Essa ação permitirá que nós ampliamos a capacidade de tomadas de crédito para os produtores rurais, aumentando assim as áreas plantadas e, consequentemente, o aumento de produtividade e a melhoria da circulação de riquezas dos municípios e na economia local”, ressaltou.

Roberto Brasil