Sidney cobra informações sobre policiais cedidos

By -

Pelo menos mil policiais no Amazonas estão subutilizados em instituições como Tribunal de Contas Estadual (TCE-AM), Tribunal de Justiça (TJ-AM), Ministério Público (MPE-AM) e na própria Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). A estimativa é do deputado estadual, Sidney Leite (Pros), que usou a plenária da assembleia nesta terça-feira, 2 de maio, para cobrar do Comando Geral da Polícia Militar, informações sobre o efetivo a disposição desses órgãos. Sidney já havia encaminhado um documento solicitando os dados, em março desse ano, mas até agora não houve resposta.

O objetivo do deputado é criar uma proposta de remanejamento desses policias para atuarem em favor da população da capital e do interior do Estado, onde os índices de criminalidade são crescentes. “Policial tem que estar nas ruas, combatendo a criminalidade e garantindo a segurança da população e não fazendo serviço de portaria nos órgãos do judiciário, executivo ou do legislativo”, declarou, ao frisar que a soma de todos os militares cedidos deve chegar a mil homens.

O deputado ainda fez um comparativo entre a quantidade de policiais cedidos à Assembleia em relação a maioria dos municípios do interior. “Na assembleia tem muito mais policiais do que muitas cidades do interior. Isso é injusto. Maués, por exemplo, conta com um efetivo de apenas dez homens”, reclamou.

Leite disse ainda que irá encaminhar um requerimento à mesa diretora da assembleia, colhendo a assinatura dos parlamentares para o Comando Geral da PM. “Nós precisamos desses números para poder ajudar a reduzir a falta de policiamento, que é uma reclamação coletiva no interior e, com isso, melhorar os indicadores de violência em que o Amazonas vive hoje”, completou.

Mario Dantas