Setrab realiza emissão de CTPS Digitalizada em dois eventos na zona leste

By -
O Dia de Cooperar ou Dia C, ocorrerá das 8h às 16h, e o 23º aniversário do bairro Cidade de Deus, das 8h às 12h. Os dois eventos acontecem no próximo sábado, dia 4 de julho

O Dia de Cooperar ou Dia C, ocorrerá das 8h às 16h, e o 23º aniversário do bairro Cidade de Deus, das 8h às 12h. Os dois eventos acontecem no próximo sábado, dia 4 de julho

Em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Amazonas (Sescoop), a Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) participará do Dia de Cooperar 2015, chamado também de Dia C. Neste evento, que acontecerá no próximo sábado, 4 de julho, das 8h às 16h, no Serviço Social da Indústria (Sesi – alameda Cosme Ferreira, nº 3.295, Coroado 3, zona leste), a Setrab fará a emissão de CTPS Digitalizada, o agendamento para solicitação do Seguro Desemprego e a emissão da Carteira Nacional do Artesão e do Trabalhador Manual.

 

O evento objetiva promover a integração e a promoção social entre as cooperativas, seus cooperados e a sociedade em geral, além de ser um movimento de solidariedade que tem sua importancia fixada na rotina de centenas de cooperativas e milhares de beneficiados, e a Setrab estará apoiando diretamente este evento, como destaca o secetário estadual do Trabalho, Breno Ortiz. “O cooperativismo tem se mostrado uma alternativa de sobrevivência durante essa instabilidade econômica que assola o Brasil e o mundo”.

Também neste sábado, dia 4, a Setrab, por meio do Sine Amazonas, estará no 23º aniversário do bairro Cidade de Deus, disponibilizando a emissão de CTPS Digitalizada e o agendamento para emissão do Seguro Desemprego. Os atendimentos acontecerão na Escola Municipal Raul Veiga (rua Piricaca, s/nº, Cidade de Deus, zona leste), das 8h às 12h.

Documentos necessários – Para emissão da primeira ou segunda via da Carteira do Trabalho (CTPS), o interessado deve apresentar: Carteira de Identidade (CI), CPF, comprovante de residência, Titulo de Eleitor e a CTPS antiga (em caso de 2ª via).

Áida Fernandes