Servidores da UFAM aprovam indicativo de greve para dia 28

By -
O indicativo foi aprovado na assembleia geral da categoria

O indicativo foi aprovado na assembleia geral da categoria

Os técnicos administrativos da UFAM (Universidade Federal do Amazonas) aprovaram a proposta de indicativo de greve para o dia 28 de maio. A categoria também escolheu, por meio de votação, os quatro delegados que vão representar a base da UFAM na plenária nacional da Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), que está sendo realizada neste final de semana, em Brasília, que vai decidir, a partir das decisões regionais, a deflagração da greve nas universidades públicas brasileiras.

O indicativo foi aprovado na assembleia geral da categoria realizada pelo Sintesam (Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas) nesta quinta-feira (21) no auditório Samaúma, da FCA (Faculdade de Ciências Agrárias), no setor sul do Campus Universitário. A categoria também aprovou, no caso de deflagração da greve, a realização de uma nova assembleia para o dia 28, ás 9h, quando serão decididos os critérios do movimento no Amazonas e construção do Comando Local de Greve.

A assembleia teve grande participação dos servidores da UFAM, que lotaram as dependências do auditório da FCA. A lista de presença registrou mais de 260 assinaturas.

greve-ufam-01A coordenadora geral do Sintesam, Crizolda Araújo, destacou a presença maciça dos trabalhadores e explicou que a aprovação da categoria foi uma reiteração ao que havia sido decidido na assembleia de 16 de abril passado, quando foi referendada a data da greve e calendário de lutas definido pela Plenária Nacional da Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), realizada em Brasília, nos dias 7 e 8 de março. “Agora as decisões regionais serão apresentadas na Plenária Nacional da Fasubra. Caso os resultados positivos atinjam um percentual de 50% mais um, a greve será deflagrada”.

Após a votação pelo indicativo de greve, a categoria indicou, por meio de votação, os três delegados da base para representar o Amazonas na Plenária Nacional da Fasubra. Os mais votados foram Arthemis Moraes da Mota (Progest), Luiz Carlos Sena, e Raimundo Lucena (HUGV). O quarto nome, Ronaldo Vitoriano, foi indicação da diretoria do Sintesam, em conformidade com o Regimento do sindicato.

Na parte de informes a coordenação do Sintesam fez o relato sobre a decisão da Reitoria da UFAM de implementar o ponto eletrônico na instituição, passando por cima, desta forma, da mesa de negociações para implantação da jornada de 30 horas na UFAM. A coordenadora Geral informou que a reitoria já havia feito um mapeamento dos setores e, inclusive a compra dos relógios de ponto. Informação que foi confirmada em reunião de emergência, solicitada à reitoria pelo Sintesam para discutir o problema. Na reunião ficou decidido a suspensão do processo e a realização de um seminário pela categoria para discutir o mecanismo.

Roberto Brasil