Serra e FHC viajam ao Uruguai para evitar que Venezuela lidere o Mercosul

By -
O governo venezuelano é alvo de denúncia do Paraguai por violação de regras democráticas

O governo venezuelano é alvo de denúncia do Paraguai por violação de regras democráticas

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reuniram-se na manhã desta terça-feira com o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, e o chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, em Montevidéu, para pedir “mais tempo” antes de o país, que atualmente preside o Mercosul, passar o posto para a Venezuela. 

Pela prática do bloco, a presidência deveria ser transmitida neste segundo semestre. E, pelo rodízio entre países-membros, seria a vez de a Venezuela presidir o bloco. O Uruguai previa passar o comando aos venezuelanos no dia 12.

No entanto, Caracas é alvo de um pedido do Paraguai para aplicação da cláusula democrática, que poderia resultar em sua suspensão. O Uruguai, por seu lado, vinha reafirmando a intenção de transferir a presidência tal como preveem as regras do bloco.

O Brasil, segundo explicou Serra em entrevista após a reunião, busca uma posição intermediária. “Existe uma posição do Uruguai que compreendemos, que se tem de respeitar as regras”, acrescentou Fernando Henrique, que viajou para Montevidéu como convidado do governo uruguaio.

Roberto Brasil