Sepror realiza primeiro curso de formação para agricultores via Centro de Mídias

By -

sepror-centro-midias-1De um lado da TV, técnicos e pesquisadores, de outro, centenas de produtores rurais de vários municípios ávidos por conhecimento. Esse sonho para o setor primário se tornou realidade na manhã desta quarta-feira (29), na primeira turma do Programa de Capacitação Tecnológica da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino (Seduc).

O Programa tem o objetivo de estimular a mudança das práticas operacionais, identificando potenciais empreendedores em cada localidade, para assim, apoiar a cadeia produtiva das diversas culturas. De acordo com a coordenadora Viviane Matos, a união de esforços dos diversos parceiros foi fundamental para a realização da formação. Para realização do Programa, a secretaria conta ainda com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Agropecuários Florestal Sustentável do Amazonas –(Idam), TV Cultura do Amazonas e Embrapa.

“Com a Sepror na coordenação, no treinamento dos professores assistentes (do Idam dos municípios), apoiada pelo conhecimento e pesquisas da Embrapa, com a ajuda preciosa dos escritórios locais do Idam, o auxílio da TV Cultura e da Seduc, através do Centro de Mídias, conseguimos realizar este sonho de capacitação dos produtores mediada por tecnologia. Vai desde o trabalho em campo, capacitação dos professores até o dia do módulo mediado”, ressaltou ela.

sepror-centro-midias-2O gerente de Capacitação e Metodologia de Ater do Idam, Antônio Claret, participou do trabalho mobilizando os agricultores dos 10 municípios produtores de banana para o curso e disse que estava realizando um sonho, ao ver o curso no ar.

“Estamos realizando um sonho de ver esta capacitação à distância. Sabemos que as grandes distâncias de nosso Estado fazem com que os custos sejam muito elevados e, por isso, esta parceria é tão importante. Os produtores tem conhecimento, mas muitas vezes não é suficiente para eles ganharem dinheiro com a produção, por isso este dia é tão importante para a extensão rural”, afirmou ele.

De 9h as 12h, aproximadamente 300 agricultores familiares, de 10 municípios participaram do “Curso de Boas Práticas Agrícolas para o Cultivo da Bananeira”, por meio do Centro de Mídias. O primeiro módulo foi ministrado pela pesquisadora Mirza Pereira, mestra em fitotecnia, e pelo Coordenador de Fruticultura da Sepror, Luiz Herval.

Os formadores ressaltaram a importância deste programa para mudar a realidade do campo amazonense.

“Eu, como pesquisadora, sei como o custo amazônico é alto para levar pesquisa e tecnologia ao campo, por isso vejo como muito importante o fato de você usar essa tecnologia para falar para 200 produtores ao mesmo tempo,” destacou a pesquisadora Mirza Pereira.

Já o coordenador de fruticultura da Sepror chamou atenção para o fato de que este dia vem sendo aguardado há quase 10 anos. “Essa tecnologia está implantada há 10 anos, e desde então era um sonho poder usá-la para capacitar nossos produtores e reciclar os técnicos que atuam no campo. Agora nosso intuito é otimizar esse recurso e queremos, até dezembro, conseguir atender todos os municípios”, ressaltou Herval.

A formação é semanal, dividida em 3 aulas, cada uma tem 3 horas de duração. No fim do módulo, os participantes receberão certificado de conclusão.

Roberto Brasil