SEPM é parceira em ação contra o tráfico de seres humanos

By -

diainternacionalexploraosexual1Nesta terça-feira, 23 de setembro, a Secretaria Executiva de Políticas para Mulheres (SEPM), órgão do Governo do Amazonas, apoia a Ação de Intervenção Social por ocasião do Dia Internacional contra a Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres e Crianças. A ação objetiva dar visibilidade, sensibilizar e prevenir a exploração sexual e o tráfico de mulheres e crianças. 

O evento é coordenado pela Rede Um Grito Pela Vida – Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) – Regional Manaus/Roraima, e acontecerá, das 17h às 19h, nos terminais de ônibus 1 (Centro, zona sul), 3 (Cidade Nova, zona norte) e 5 (São José, zona leste).

Além da SEPM, a ação tem o apoio da Secretaria de Justiça do Estado do Amazonas (Sejus), Secretaria de Segurança Pública (por meio do programa Previne), Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Instituto de Crianças e Adolescentes Santo Antônio (Iacas).

Histórico – O dia 23 de setembro, Dia Internacional contra a Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres e Crianças, foi estabelecido durante a Conferência Mundial de Coligação contra o Tráfico de Pessoas, realizado em janeiro de 1999 em Bangladesh.

No Brasil, a prática do tráfico de pessoas está presente em todas as regiões, no entanto, é predominando na região norte. O tráfico de pessoas é o terceiro negócio ilícito mais lucrativo do mundo e normalmente está ligado à exploração sexual. Esta prática é realizada a partir de falsas promessas de melhoria de vida, atingindo normalmente pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social, em sua maioria, mulheres, adolescentes e crianças.

Em Manaus, de janeiro a julho de 2014, foram atendidas 83 pessoas vítimas de algum tipo de violência sexual  pelo serviço de saúde, em sua maioria crianças menores de 15 anos. A predominância dos casos está entre o sexo feminino, mas também há registros no sexo masculino.

Denúncia – A coordenação do evento informa que a população pode ajudar a combater esse tipo de crime ligando para os telefones 100, 180 ou 181.

Locais da Ação

Terminal 1: Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Secretaria de Justiça do Estado do Amazonas (SEJUS), Instituto de Crianças e Adolescentes Santo Antônio (IACAS).

Terminal 3: Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Instituto de Crianças e Adolescentes Santo Antônio (IACAS) e UNICEF.

Terminal 5: Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Secretaria Executiva de Políticas Para Mulheres (SEPM).

Roberto Brasil