Semsa dá início a campanha de prevenção contra o Diabetes

By -

diabetesTeste de glicemia, consulta médica, palestra educativa, orientação nutricional e avaliação neuromotora com os pés. Com estas ações a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), deu início a campanha educativa de prevenção ao diabetes, com o tema ‘Educar para prevenir’. A abertura ocorreu na sexta-feira, 13, na Unidade Básica de Saúde (UBS) Leonor Brilhante, localizada no bairro Tancredo Neves, zona Leste, e segue até a próxima quinta-feira, 19, em todas as UBSs da capital.

Na cerimônia de abertura, a responsável pelo Departamento de Atenção Primária da Semsa, Adriana Lopes Elias, destacou a importância da campanha. “Nosso objetivo é reduzir a mortalidade decorrente do diabetes, por isso estamos trabalhando para qualificar a atenção à saúde no município. São 74 mil diabéticos em Manaus que precisam se automonitorar, muitos com o apoio da unidade pública de saúde”, reforçou a diretora em exercício.

“O diabetes é uma doença crônica, não tem cura, mas com cuidados podemos reverter os sintomas de quem já está doente e evitar que novos casos sejam registrados. Com mudanças na alimentação e atividade física regular, por exemplo, é possível reverter o tipo 2 da doença”, destacou a gerente da Rede de Cuidados Crônicos, Elisângela Rodrigues Freitas.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que do dia 14 a 19 de novembro, as UBSs irão promover rodas de conversa, exibição de vídeos educativos, busca ativa dos diabéticos, abordagens em locais de grande circulação de pessoas, além de outras atividades. “Tudo com foco na prevenção, tratamento e melhoria da qualidade de vida”, enfatizou Homero.

Além da campanha, as Unidades Básicas de Saúde atuam em duas frentes de trabalho. Uma no tratamento, com o acompanhamento do paciente diabético, por meio de uma equipe multiprofissional e a oferta da medicação. Outra, na prevenção, com um trabalho educativo que conta com cartilhas, álbuns seriados, folders e cartazes, além de palestras educativas.

Roberto Brasil