Sempab apreende 7 mil CDs e DVDs piratas em mais uma operação contra o comércio irregular

By -
São de 30 a 40 denúncias por mês sobre o comércio informal irregular

São de 30 a 40 denúncias por mês sobre o comércio informal irregular

Cerca de sete mil CDs e DVDs piratas foram apreendidos, na manhã deste sábado 25, no Coroado 3, zona Leste, por fiscais da Prefeitura de Manaus. Os produtos pirateados estavam expostos na grade que cerca o igarapé da Beira Mar. A fiscalização também notificou um ambulante que vendia frutas na calçada sem autorização. A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab) e contou com o apoio da Polícia Militar do Amazonas. 

As fiscalizações de combate à prática do comércio informal irregular na cidade foram intensificadas para impor a ordem e também devido ao grande número de denúncias feitas pela população.

sempab-apreensao-03“Recebemos de 30 a 40 denúncias por mês sobre o comércio informal irregular e para atender essa demanda estamos separando as denúncias por zona. Os fiscais primeiramente fazem a notificação quando é constatada a irregularidade, a apreensão só ocorre no caso de vendas de produtos pirateados, como aconteceu no Coroado, e se o ambulante já tiver sido notificado anteriormente pela Sempab”, explicou a diretora do Departamento do Comércio Informal (Decin), Ewanúbia Ribeiro.

Na sexta-feira 24, os fiscais recolheram centenas de cds e dvds piratas, 1 carrinho de churrasco, 1 de suco e 1 carrinho de supermercado com várias frutas, além de uma banca lanche e 2 garrafas térmicas de suco que estavam sendo comercializado irregularmente na área central. As apreensões ocorreu na área da Manaus Moderna, na Avenida Epaminondas e nas ruas Saldanha Marinho e José Clemente. A ação contou com apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e da Polícia Militar do Amazonas.

sempab-apreensao-03Na quinta-feira 23, um lanche metálico que estava chumbado na calçada da Avenida Coronel Cyrillo Neves, próximo a Ponte do Rio Negro, na zona Oeste, foi removido pela fiscalização. O proprietário do lanche já havia sido notificado, porém insistiu em continuar com a venda irregular. No mesmo dia, os fiscais também recolheram uma banca abandonada no Centro de Manaus.

As mercadorias confiscadas foram encaminhadas para a sede da Sempab, localizada na Rua Carvalho de Andrade, nº 140 – São Francisco, zona Sul.

Roberto Brasil