Sema realiza monitoramento na BR-319 para inibir crimes ambientais

By -

informa-blogdafloresta2014

Uma equipe técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) fará uma operação de monitoramento, a partir deste fim de semana, na BR-319. O objetivo é avaliar as nove unidades de conversão estaduais (UCs) que existem ao longo do percurso, verificar o estado da rodovia, além de inibir crimes ambientais comuns no período de Carnaval, como a caça ilegal de animais silvestres.
A equipe formada por dez técnicos incluindo o titular da Sema, secretário Antonio Stroski, partirá às 18h, desta sexta-feira, 5, para a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Igapó-Açu e a partir das 9h de sábado, 6, segue para o trecho conhecido como “meião”. Todos os 877 quilômetros serão percorridos com o auxilio de três carros. A equipe só retorna a Manaus na Quarta-feira de Cinzas, 10, também via terrestre.
De acordo com o secretário executivo adjunto da Sema, Luís Andrade, historicamente as ações ilegais, também chamadas de “safari”, aumentam nessa época do ano ao longo da BR-319. Ele ressalta que caçadores matam todo tipo de animais que encontram e a intenção é inibir a prática ilegal. “É um monitoramento histórico e estratégico que fazemos nessa época do ano. Temos certeza que teremos êxito em evitar os ilícitos ambientais que algumas pessoas insistem em cometer”, disse.
O monitoramento realizado pela Sema segue a determinação do governador José Melo de criar meios para tornar a rodovia BR-319 um corredor de integração territorial de referência para o desenvolvimento sustentável. “Trataremos sobre temas importantes e nossa presença na rodovia reflete a preocupação do Governo do Estado, por meio do governador José Melo, em defender a preservação das unidades de conservação aliada ao desenvolvimento sustentável do patrimônio do Amazonas que tem a última fronteira florestal preservada do mundo”, destacou Antonio Stroski.
Durante a visita também serão realizadas reuniões comunitárias com famílias que residem em pontos estratégicos nas extremidades da rodovia sobre temas relacionados ao meio ambiente. Os trabalhos serão coordenados pelo secretário Antonio Stroski. Na RDS Rio Amapá, localizada no município de Manicoré, por exemplo, será discutida a criação de manejo de Pesca e Florestal, queimadas, além de gestão integrada de resíduos sólidos, seguindo as diretrizes do Plano Estadual de Resíduos Sólidos do Amazonas (PERS-AM) que está sendo criado pela Sema para a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída pela Lei Federal nº. 12.305, de agosto de 2010.
Em Humaitá, a equipe discutirá a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, queimadas e o monitoramento integrado da área da BR-319.

Sobre as UCs estaduais – As Unidades de Conservação (UCs) estaduais localizadas na BR-319 são: Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Amapá, RDS Piagaçu-Purus, RDS Rio Madeira, RDS Igapó-Açu, RDS Matupiri, Reserva Extrativista (Resex) de Canutama, Floresta Estadual (Florest) Canutama, Florest Tapauá e Parque Estadual (Parest) Matupiri. As Ucs compreendem 3,7 milhões de hectares de áreas protegidas, o que representa 20% de todo o sistema estadual de conservação.

Mario Dantas