Sema inicia processo do segundo Acordo de Pesca no Careiro da Várzea

By -

Fotos: Divulgação

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), por meio da Assessoria de Ordenamento Pesqueiro (Asspes), iniciou, na sexta-feira (23/02), as primeiras discussões para construção do segundo processo de Acordo de Pesca previsto para acontecer no mês de março nas comunidades rurais Santo Antônio do Itá e Livramento, localizados no município Careiro da Várzea (distante 25 quilômetros de Manaus).

De acordo com o engenheiro de Pesca da Sema, João Bosco Silva, existem 22 Acordos de Pesca firmados no Amazonas, e eles servem para estabelecer regras de manejo de pescado e resolver conflitos entre pescadores das atividades comercial, esportiva e os moradores das comunidades rurais. Ainda neste ano, segundo Bosco Silva, está previsto a construção de dez novos acordos no Estado.

O município Careiro da Várzea é formado por vários lagos, e, por conta dessa particularidade, é considerado uma referência na pesca comercial por concentrar grande potencial de cardumes, sendo uma das principais atividades econômicas daquela região. “O primeiro acordo esta sendo finalizado nas comunidades do Murumurutuba e Cumã. Agora estamos elaborando as regras do Acordo de Pesca das regiões do Itá e Livramento”, informou Bosco Silva.

Sensibilização – Na reunião foi realizado um trabalho de sensibilização com os moradores, com orientações básicas sobre armazenamento e o consumo adequado do pescado existente naquela região. A equipe da Asspes também iniciou o processo de geoprocessamento e zoneamento para identificar as áreas do Acordo de Pesca nas duas comunidades rurais e, ainda, os lagos que podem ser utilizados para subsistência ou preservados.

Os 22 Acordos de Pesca no Amazonas têm apresentado resultados positivos com a preservação de espécies de pescado, aliado à geração de emprego e renda a mais de 200 comunidades rurais. No Careiro da Várzea, o trabalho conta com a parceria da Prefeitura do Careiro da Várzea, Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), Secretária Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa), além das lideranças comunitárias de Santo Antônio do Itá e Livramento.

*Com informações da assessoria

Roberto Brasil