Seleção Brasileira Feminina de Vôlei é recebida com carinho ao desembarcar em Manaus

By -

A seleção brasileira feminina de vôlei desembarcou em Manaus na tarde desta segunda-feira, dia 29, e foi recebida com carinho por aqueles que aguardavam no saguão do aeroporto internacional Eduardo Gomes. Dentre as mais assediadas, estavam as campeãs olímpicas Natalia e Tandara, além do técnico multicampeão José Roberto Guimarães. Solícitas, as meninas do time canarinho atenderam aos fãs e a imprensa. O jogo do Brasil x República Dominicana é nesta terça-feira, dia 30, às 20h30, na Arena Amadeu Teixeira. O evento recebe apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Sem vir à capital amazonense por quase trinta anos, Zé Roberto retorna com a missão de dar ‘largada’ à temporada do ciclo olímpico e ainda testar novas jogadoras, como é o caso das ponteiras Edinara e Fernanda Tomé, que já estiverem em Manaus, quando atuaram pelo São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), na Superliga. A missão, entretanto, é encarada positivamente pelo comandante, que acredita na determinação de suas jogadoras.

“Este time teve pouco tempo de treinamento, algumas jogadoras chegaram do Mundial de Clubes no domingo e temos oito dias de treinamento e estamos dando uma nova cara para este time. Tem muito trabalho pela frente, temos dois amistosos, em Manaus e Belém, mas o importante é já começar dentro do ciclo olímpico, nesta caminhada de 140 jogos até Tokyo 2020 e a gente começa aqui em Manaus e isso vai ser muito bom. Vamos ver como o time se comporta, já que ele vem com muitas caras novas, mas com muita determinação, empenho grande. Muitas estão vestindo a camisa da seleção pela primeira vez, mas estão bastante animadas e isso que é importante”, destacou.

Veterana no time brasileiro, Tandara destacou a importância do amistoso em Manaus, uma vez que o evento vai preparar o time para os principais compromissos da seleção feminina, como o Montreux Volley Masters, o Grand Prix, o Campeonato Sul-Americano e a Copa dos Campeões. Além disso, destacou a importância da união da equipe para o bom andamento da temporada.

“Para a gente é muito importante fazer jogos antes do campeonatos, justamente por ter muitas meninas novas, só tem três jogadoras do ano passado e isso é um desafio para a gente tambem. É legal poder ajudar essa geração, pois imagino que para elas seja igual em 2011 para mim, quando cheguei na seleção. Então, estou fazendo de tudo para lidar da melhor maneira, pois sei o quanto isso é novo e complicado para elas”, disse.

Campeã olímpica e turca, a ponteira Natalia, terá um gostinho especial de atuar em Manaus. Isso porque, a jogadora fará sua estreia como capitã do time canarinho. A responsabilidade, porém, não espanta a jogadora, considerada uma das melhores do País atualmente.

“É muito legal para a gente jogar o nosso primeiro jogo do ano dentro do Brasil e aqui em Manaus, porque a gente sabe que o pessoal aqui adora o vôlei, já tiveram vários jogos da Superliga aqui e ficamos sabendo que o ginásio estava lotado. Então estamos cheias de expectativas e fico muito feliz do Zé ter me dado essa responsabilidade, vou continuar fazendo o que vinha realizando, que é ajudar as meninas dentro de quadra, não só as mais novas. E fora de quadra terei que organizar tudo, sempre, e tomar um pouquinho mais de juízo”, brincou a jogadora.

Roberto Brasil