Romeiro Mendonça condenado pelo Tribunal de Contas da União

By -

20160810181801romeiro_mendna

Romeiro Mendonça, ex-prefeito da Terra das Cachoeiras foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), por desvio de verbas de programas destinados aos menores e adolescentes do municípiode Presidente Figueiredo.

O Programa Sentinela do qual o a verba foi desviada, tinha como objetivo, combater, encarar a violência, o abuso e a exploração sexual de adolescentes e deveria ser repassada, na época da sua gestão, para os Centros de Referencia Especializados de Assistência Social (CREAS).

Na prestação de contas, enviada pelo mesmo, ao TCU, foi detectado irregularidades ou seja, houve desvio do dinheiro publico. Pra onde foi? Ninguém sabe ninguém viu, mas com certeza deixou de prestar um bom serviço, que é combater esse mal que tanto desvia de um bom caminho a nossas crianças, os nossos jovens.

Esses desvios de verbas que se tornam corriqueiros – principalmente por alguns ex- gestores de prefeituras – deveriam ser combatidos de uma forma mais severa, pois vejam aí, que o ex-prefeito Romeiro Mendonça, assim como outros, foram condenados justamente pelo TCU, por desviarem verbas publica, mas, que agora, ainda estão candidatos a prefeito de suas regiões, com discursos maravilhosos se colocando como salvadores da Pátria.

E o dinheiro que desviaram, nas gestões passadas, como fica? Foram condenados, sim! Mas que condenação é essa, que até parece um prêmio? Subtraíram dinheiro do erário publico, que poderiam ter um destino melhor, mas que foram parar em lugares “desconhecidos por todos nós”, só que nós, eleitores precisamos refletir mais sobre esses “causos”; sobre esses a fundadores  da Pátria, que surgem como Salvadores da Pátria antes das eleições, para simplesmente, desonrar, aquilo que temos de mais precioso: a força das nossas mãos na urna.Não dá para confiar recursos públicos sob a gestão de ex-administradores que foram condenados!

Os detalhes do processo, da condenação de Romeiro Mendonça:

Objeto: irregularidades na prestação de contas dos recursos atinentes ao Termo de Responsabilidade nº 893/MPAS/SEAS/2002, que teve por objeto a implantação e manutenção, no âmbito do Programa Sentinela, de um centro de referência, com vistas ao desenvolvimento de ações de atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência, abuso e exploração sexual e comercial;

Valor: Os recursos em questão, no total de R$ 69.000,00, cabendo ao proponente a contrapartida no valor de R$ 7.667,00, foram liberados pelo Fundo Nacional de Assistência Social em três parcelas, na forma que se segue:

ORDEM BANCÁRIA DATA DE EMISSÃO VALOR (R$)
2002OB002534 08/08/2002 27.600,00
2002OB003624 11/12/2002 20.700,00
2003OB000153 28/02/2003 20.700,00

 

Link: https://contas.tcu.gov.br/juris/SvlHighLight?key=41434f5244414f2d434f4d504c45544f2d3538303438&sort=RELEVANCIA&ordem=DESC&bases=ACORDAO-COMPLETO;&highlight=&posicaoDocumento=0&numDocumento=1&totalDocumentos=1

Mario Dantas