Rodoviários suspendem greve após intervenção da justiça

By -

Todas as 221 linhas das 10 empresas que operam o sistema de transporte público estão funcionando, sem alterações. A greve anunciada na manhã de terça-feira (20) não se concretizou graças a uma decisão do Tribunal Regional do Amazonas que acatou, ainda na noite de ontem, um pedido do Sinetram para que nenhum membro do Sindicato dos Rodoviários promovesse movimentos paredistas nesta quarta-feira (21).

O descumprimento da medida poderia causar multas de até R$ 60 mil aos responsáveis. A desembargadora Solange Maria Santiago também determinou que os sindicalistas mantenham pelo menos 50 metros de distância das entradas das garagens.

A razão para a greve, de acordo com os rodoviários, é o reajuste anual, direito do trabalhador, que estaria sendo negado pelos patrões. Mas o Sinetram, por meio de nota, desmentiu as acusações e garantiu que as empresas estão cumprindo com os compromissos.

Dessa vez, pelo menos, as 800 mil pessoas que dependem do transporte coletivo em Manaus e tantas outras que são afetadas indiretamente pelas constantes paralisações, não vão ser prejudicadas pela briga entre sindicatos de patrões e empregados.

(Com EM TEMPO)

Roberto Brasil